Esta quarta-feira deu-se inicio à primeira jornada da fase de grupos de uma das competições mais contestadas em Portugal: a Allianz Cup. Criado pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional, este torneio teve a sua primeira edição na época de 2007/2008 e desde aí tem vindo a sofrer constantes alterações naquela que foi a sua génese inicial de forma a que a sua existência fosse mais consensual entre os clubes participantes. Apesar da tentativa da Liga em agradar as equipas inseridas nesta competição, a verdade é que os aspetos negativos continuam a ser muitos, e maior parte deles foram evidentes nos jogos que compuseram esta primeira jornada.

A primeira ronda teve inicio no Estádio Cidade de Barcelos e opôs o clube da casa, o Gil Vicente FC ao Portimonense SC. Duas equipas pertencentes à Primeira Liga e, que curiosamente, têm tido um começo de época semelhante no que ao campeonato diz respeito. Um jogo equilibrado entre duas equipas que entraram em campo em busca dos três pontos acabou por ser decidido na última jogada do encontro através do golo de Willyan, dando a vitória à equipa forasteira e consequente liderança do grupo C, ainda que à condição.

Mais tarde, foi a vez de SL Benfica e Vitória SC entrarem em campo, na primeira partida do grupo B. Com um Estádio da Luz a meio gás, Bruno Lage, conhecedor da pouca importância dada a esta competição, aproveitou para dar algum descanso a grande parte dos habituais titulares e efetuou oito alterações no onze inicial. Ivo Vieira não quis ficar atrás e realizou também ele oito mudanças face ao jogo anterior. Posto isto, assistimos a um jogo onde a falta de entrosamento foi evidente principalmente do lado encarnado o que fez com que “Os Conquistadores” estivessem sempre mais próximos do golo. Apesar das oportunidades de que ambas as equipas dispuseram, o placar não sofreu quaisquer alterações do inicio ao fim da partida, mantendo-se o resultado 0-0.

No terceiro jogo do dia, foi a vez do FC Porto entrar em campo para defrontar o CD Santa Clara num jogo a contar para o grupo D. À semelhança do que aconteceu na Luz, Sérgio Conceição também aproveitou este jogo para dar minutos a jovens jogadores, entre eles, Fábio Silva, o avançado de 17 anos que depois desta partida ficou na história do clube como o jogador mais novo a estrear-se a titular pelos “dragões”. Num setor mais recuado do terreno, o destaque recaiu sobre o jovem central, Diogo Leite,  autor do único golo do jogo que deu aos portistas a vitória e a liderança do grupo.

FC Porto foi a única equipa dos três grandes a entrar com o pé direito nesta competição e com golo de um dos meninos lançados por Sérgio Conceição, Diogo Leite
Fonte: FC Porto

O último dos três grandes a entrar em campo foi o atual detentor deste troféu, o Sporting. A atravessar uma fase negativa, a equipa liderada por Leonel Pontes foi a jogo com o objetivo de tentar reverter esta situação. Apesar de algumas alterações no onze, os “leões” entraram fortes no jogo, a querer controlar a partida, no entanto, e um bocado contra a corrente, diga-se, acabou por surgir o golo do Rio Ave FC. Esta vantagem viria a durar pouco, uma vez que o suspeito do costume, Bruno Fernandes, encarregou-se de estabelecer de novo a igualdade no marcador. Já na segunda parte o Rio Ave voltou a colocar-se em vantagem e deitou por terra quaisquer ambições que o Sporting tivesse para o restante tempo de jogo. Se o ambiente inicial já era mau, depois do segundo golo os poucos adeptos que se deslocaram a Alvalade na quinta-feira à noite mostraram ainda mais o seu desagrado com o estado atual do clube. Desde assobios, a tarjas, passando por lenços brancos houve um pouco de tudo em mais um noite difícil para os sportinguistas.

Com os quatro primeiros classificados da Primeira Liga do ano anterior a serem, segundo as regras da competição, cabeças de série dos seus grupos, a probabilidade de seguirem para a Final Four da Allianz Cup aumenta muito. Deste modo, é impossível não destacar que dos três cabeças de série que entraram em campo nesta jornada, o FC Porto foi o único desses clubes a conseguir vencer o seu primeiro jogo.

Depois desta primeira jornada da Allianz Cup, o campeonato está de volta já este fim de semana, sendo que a próxima jornada desta competição está marcada já para a semana que vem. Parte dos intervenientes serão diferentes. Entrarão em campo as equipas do GD Chaves, do Santa Clara, do FC Paços de Ferreira, do CS Marítimo, do Portimonense e do Rio Ave, mas a falta de adesão certamente será a mesma. A pouca importância da competição, aliada aos horários tardios torna estes jogos pouco convidativos para quaisquer adeptos. Enquanto não se perceber que o Futebol é feito para os sócios e simpatizantes dos clubes, os estádios continuarão “às moscas”.

Foto de Capa: Liga Portugal

Comentários