Cabeçalho Futebol NacionalO Futebol Clube Famalicão recebeu em casa o Santa Clara em jogo a contar para a Taça CTT. Os da casa começaram melhor com Dani a cabecear ao lado da baliza de Serginho após canto de Feliz e depois de uma combinação entre o mesmo Feliz e Jorge Miguel, o lateral-esquerdo famalicense rematou ao lado da baliza dos açorianos. Era o Famalicão que estava por cima e Wilian, reforço brasileiro, a rematar forte para fora. O Santa Clara respondeu e marcou, canto da esquerda, a defesa famalicense a afastar, bola devolvida para a área e Fernando aproveita a subida da defesa do Famalicão, a ficar sozinho e a rematar forte e seco para o 1-0. Golo contra a corrente do jogo que colocava a equipa de Carlos Pinto na frente da eliminatória. O Famalicão respondeu em busca do empate, passe de Fernandinho para o coração da área e Fred a rematar por cima.

O Santa Clara acelerou novamente e chegou ao 2-0. Fernando novamente isolado na cara de Gabriel, com o guarda-redes brasileiro a rasteirar o avançado açoriano e o juiz Cláudio Pereira a não ter dúvidas, penalti para o Santa Clara e Rashid chamado à conversão não falhou. 2-0 para o Santa Clara que foi tremendamente eficaz ao aproveitar os erros do Famalicão. O Famalicão, ao fechar a primeira parte, chega ao 2-1, livre batido por Wilian na esquerda e cabeçada certeira de Ângelo Meneses a diminuir a desvantagem para os comandados de Dito mesmo no último lance da primeira parte.

Fonte: FC Famalicão
Fonte: FC Famalicão

Na segunda parte, o Famalicão entrou com vontade de procurar o empate e teve o primeiro remate por Feliz mas ao lado e logo de seguida, livre de Wilian e cabeça de Fernandinho ao lado. O Santa Clara baixou as linhas mas sempre que podia explorava o contra-ataque e Fernando apareceu novamente isolado na cara de Gabriel sendo que desta vez o guarda-redes da casa conseguiu defender o remate do jogador “mais” dos açorianos na partida. Novamente os forasteiros e cruzamento de Reis da esquerda e Santana a não conseguir emendar para a baliza. O Famalicão respondeu, cruzamento de Feliz e Wilian, sempre muito rematador, a chutar por cima da baliza de Serginho. Carlos Pinto foi o primeiro treinador a mexer, saiu Fernando, melhor jogador em campo e entrou Burke e Dito respondeu tirando Fernandinho e colocando o central João Faria na frente para ganhar altura e presença na frente de ataque. De seguida os da casa estiveram perto de chegar ao empate, canto da esquerda, bola rechaçada pela defesa açoriana, Jorge Miguel no remate de ressaca de fora da área com a bola a passar perto da baliza do Santa Clara.

Dito voltou a mexer e fez entrar Dinis Lopes e tirou Fred e pouco depois, Wilian, o mais rematador dos famalicenses, novamente a fazer uso do seu pé direito e a rematar por cima da baliza adversária. Dito jogou a última cartada, tirando Diogo Cunha e colocando Pedrinho e Carlos Pinto também mexeu, tirando Reis e colocando Ventura no seu lugar e pouco depois esgotou as substituições fazendo entrar Clemente e tirando o esgotado Santana. Mas nada se alterou até ao apito final do árbitro, 2-1 para o Santa Clara, Famalicão eliminado da Taça da Liga e ainda sem muitos reforços disponíveis para este jogo devido a faltar certificado internacional. O Famalicão recebe dia 6 de Agosto o Arouca, em jogo a contar para a 1ª jornada da Ledman Liga Pro. Estiveram 1505 espectadores no Municipal de Famalicão.

1
2
3
4
Artigo anteriorUm “Ataque” ao título
Próximo artigoSei dum Doumbia
O Rui tem 27 anos, é de Vila Nova de Famalicão e, para ele, a escrita e o futebol sempre andaram de braço dado. Das tardes sem fim a ver jogos de várias ligas, aos artigos escritos em vários sites, esta paixão foi crescendo e o jornalismo desportivo tornou-se uma paixão. Escrever sobre as fintas de Messi, as arrancadas de Ronaldo, as paradas de Buffon, e os cortes exímios de Maldini são coisas que o fascinam, tal como todo o universo do futebol.                                                                                                                                                 O Rui escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.