Anterior1 de 2

 

Todos temos o direito de sonhar. É com esta premissa que a academia sediada no Gana, Right To Dream, dá oportunidade a jovens africanos de brilharem e terem um trampolim para o futebol europeu. Até há poucos meses, Mohammed Kudus era a cara principal do projeto, mas, durante esta temporada, Kamaldeen Sulemana seguiu as pisadas do jogador do AFC Ajax.

O clube satélite e promotor do talento da academia ganesa é o FC Nordjaelland, da Primeira Liga Dinamarquesa. No país escandinavo, o extremo agarrou a oportunidade e, desde cedo, destacou-se sos restantes. Com apenas 18 anos, estreou-se na Superliga frente ao SønderjyskE e foi ganhando um lugar na equipa com o passar dos jogos.

Depois de 13 jogos em 2019/20, Kamaldeen começou a destacar-se durante a última temporada. A saída de Kudus para a Holanda permitiu-lhe ter mais espaço e outro estatuto, incluindo o facto de ter herdado a camisola 10. Em 2020/21, Sulemana marcou 10 golos e fez oito assistências em 30 partidas realizadas pelos tigres de Farum.

Anúncio Publicitário

Com tantos bons indicadores, era normal que alguns clubes de maiores ligas europeias começassem a sondar o jogador. O AFC Ajax, do antecessor Mohammed Kudus, foi apontado por diversas vezes como o destino do jogador ganês. Contudo, sem muitos rumores, o Stade Rennais FC venceu a corrida pelo atleta por uma venda recorde dos dinamarqueses, cerca de 20 milhões de euros.

Anterior1 de 2

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome