Anúncio Publicitário
Anterior1 de 2

A máquina do tempo viaja neste texto até dezembro de 2011. Há nove anos, a NBA vetou a troca de Chris Paul, que na altura jogava nos New Orleans Hornets, para jogar nos LA Lakers. Esta era uma decisão sem precedentes e, ainda hoje, o negócio é falado com pesar nas palavras dos adeptos roxos e dourados. Passado poucos dias, o jogador assinou pelos vizinhos do Staples Center, os LA Clippers.

Contextualizando a novela, tudo começa numa crise na equipa de Nova Orleães. Sem potencial dono e com problemas financeiros graves, as restantes 29 formações da liga compraram o franchise. Todos eles controlavam um pouco as manobras dos Hornets, mas ao mesmo tempo, o comissário da NBA, David Stern, também controlava e podia ditar o futuro da formação.

Anúncio Publicitário

Ao mesmo tempo, Chris Paul, na cidade desde 2005, já pedia um salto para uma organização com maior qualidade e estabilidade. A oportunidade Lakers surgiu, mas desde logo, alguns donos demonstraram o desagrado. O General Manager dos Cleveland Cavaliers, Dan Gilbert enviou um e-mail a David Stern e expôs que a sentença do negócio deveria ser votada entre todos os donos.

Nesta altura, os LA Lakers vinham de uma fase menos boa da história. Apesar de terminarem em primeiro lugar na conferência Oeste, demoravam em convencer nos playoffs e tinham sido eliminados nas semi-finais na temporada passada. Esta troca não assustava no imediato, mas sim o futuro. O GM dos Cavaliers alegava que, caso os Lakers conseguissem Chris Paul, iam se tornar uns Harlem Globetrotters, porque todos iriam querer jogar lá e ganhar.

A troca em si envolvia três equipas: Os Lakers, os Hornets e os Houston Rockets. A equipa de Los Angeles recebia a estrela da trade, CP3. Os Hornets, por sua vez, iam ter em troca Luís Scola, Lamar Odom, Goran Dragic, Kevin Martin e uma escolha de primeira ronda no Draft de 2012. A equipa de Houston entrava no negócio e teria os serviços do espanhol Pau Gasol.

Acredita-se que, caso a NBA não estivesse envolvida nos negócios dos Hornets, esta troca teria sido aceite de imediato. No entanto, David Stern tinha uma palavra a dizer e cedeu à pressão, mas ficou para sempre mal nesta fotografia. Passado poucos dias, uma troca foi aceite, mas Chris Paul rumou ao rival da cidade dos anjos, os LA Clippers.

Foto de capa: New Orleans Hornets

Anterior1 de 2

Anúncio Publicitário

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome