9 – Jos Verstappen (Benneton-Ford), Grande Prémio da Alemanha, 1994

[ot-video type=”youtube” url=”https://www.youtube.com/watch?v=T6pNb5kAoXw”]

Este é talvez o acidente mais dramático da história da F1 que não terminou com a morte do piloto. Jos Verstappen, o pai de Max Verstappen, estava a abastecer quando um dos engenheiros da box deixou derramar combustível. O carro do piloto holandês transformou-se de imediato numa enorme labareda. Resultado final: uma queimadura no nariz.