16 de Abril de 2014 – Meias Finais da Taça de Portugal 

Benfica 3–1 Porto          

O FC Porto tinha ganho o jogo no Dragão por uma bola a zero e queria ir à Luz resolver o assunto, para seguir para o Jamor e conquistar a prova Rainha. Mas o Benfica tinha outros planos; pelo menos André Gomes.

Siqueira fez uma asneira e, com a eliminatória empatada, fruto do golo solitário de Salvio, levou o segundo amarelo, aos 28 minutos, deixando o Benfica uma hora a jogar com 10 unidades.

Anúncio Publicitário

Esperava-se agora maior facilidade para o Porto passar à final e era o que quase acontecia, embora o Benfica ganhasse por 2-1 aos 80.

André Gomes recebia de peito uma bola alta e, para espanto de todos, num toque de habilidade com o pé, isola-se na frente do guarda redes, e desvia para o terceiro golo do Benfica, que os transportava para o Jamor. Enorme festa na Luz com a invasão apaixonada de um adepto que abraçava o puto maravilha. O Benfica ganhava assim por 3-1 ao Porto, num jogo onde esteve mais de uma hora com menos um atleta em campo.

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
Artigo anteriorUm virar de página na carreira de Eric Bicfalvi
Próximo artigoJuventude de Viana empata Benfica
Desde pequeno que o Benfica faz parte da vida do Pedro Estorninho. Avô e pai benfiquistas deixaram-lhe no sangue a chama das águias. A viver nos Açores nunca teve muitas oportunidades de ver o clube ao vivo, mas os estudos trouxeram-no à capital, onde pode assistir de perto aos jogos do tricampeão. A paixão pela escrita sempre foi algo dentro dele que nunca conseguiu mostrar e surge agora a oportunidade de juntar o melhor dos dois mundos.                                                                                                                                                 O Pedro escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.