2º lugar – Olegário Benquerença

A carreira de Olegário Benquerença ficou manchada pelo lance em que não viu um remate de Petit transpor por completo a linha da baliza defendida por Vítor Baía Fonte: Federação portuguesa de Futebol
A carreira de Olegário Benquerença ficou manchada pelo lance em que não viu um remate de Petit transpor por completo a linha da baliza defendida por Vítor Baía
Fonte: Federação portuguesa de Futebol

Este ex-árbitro da AF Leiria tornou-se internacional em 2001. Apitou a final da Taça de Portugal em 2007/2008 e as Supertaças em 2005/2006 e 2012/2013. Arbitrou 48 jogos nas competições europeias, apitou no mundial de sub-17 em 2007 e no mundial de sub-20 em 2009. Também apitou três jogos no Mundial 2010 na África do Sul. Mas para além do seu currículo nacional e internacional, a sua carreira também ficou marcada por várias particularidades.

A 22 de Março de 2003, foi o árbitro do SL Benfica vs CD Santa Clara, o último jogo do SL Benfica no velhinho Estádio da Luz. Dez meses depois, foi o árbitro que viu Miklós Fehér cair inanimado no campo após lhe ter mostrado o cartão amarelo pelo avançado húngaro ter cortado com a mão um lançamento lateral.

Um dos três jogos que apitou no primeiro mundial a realizar-se em solo africano foi o jogo dos quartos-de-final entre o Uruguai e o Gana, onde mostrou cartão vermelho directo a Luis Suarez após este evitar um golo certo com o braço, originando uma grande penalidade que Asamoah Gyan acabaria por falhar.

No jogo da Champions entre o AFC Ajax e o AJ Auxerre, o árbitro natural da Batalha expulsou o lateral Jean-Pascal Mignot enquanto este fazia exercícios de aquecimento, por este ter protestado veementemente uma decisão sua. Em 2011/2012, arbitrou um jogo da Liga Romena, e não foi um jogo qualquer. Apitou o derby entre o FC Steua e o FC Dínamo Bucareste da penúltima jornada da liga romena.

Comentários

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
Artigo anteriorGirabola: A Tragédia de Uíge
Próximo artigoFC Porto B 0-1 SC Freamunde: Tanta crueldade!
O Tiago é um jovem natural de Montemor-o-Novo, de uma região onde o futebol tem pouca visibilidade. Desde que se lembra é adepto fervoroso do Sport Lisboa e Benfica, mas também aprecia e acompanha o futebol em geral. Gosta muito de escrever sobre futebol e por isso decidiu abraçar este projeto, com o intuito de crescer a nível profissional e pessoal.                                                                                                                                                 O Tiago não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.