Anúncio Publicitário

Copa América, Final: domingo, 01h00, 11 de julho de 2021
ANTEVISÃO: CANARINHOS VOARÃO OU ARGENTINA QUEBRARÁ A MALDIÇÃO DAS FINAIS?

Dois rivais de longa data: Brasil e Argentina. Messi contra Neymar. Final da Copa América. Se me dissessem que estaríamos perante um filme de Christopher Nolan, talvez acreditasse. Porquê? Desde a conquista de 1993 que a “Albiceleste” é vítima de uma maldição no que toca a finais. Não foi uma, não foram duas finais perdidas… Foram seis (2004, 2005, 2007, 2014, 2015 e 2016). Das duas uma: ou o script permanece igual, ou haverá um plot twist lendário. Não será fácil destronar o Brasil – campeão em título de 2019.

DAS ÚLTIMAS OPORTUNIDADES PARA MESSI SER TRIUNFAL COM A ARGENTINA E DE NEYMAR VOLTAR A VENCER ALGO COM A SELEÇÃO CANARINHA. QUEM VAI SORRIR POR ÚLTIMO NESTE ETERNO CONFRONTO? APOSTA JÁ EM BET.PT!

Anúncio Publicitário

Como foi o seu percurso até à final? Tal como a Argentina, o Brasil terminou a fase de grupos em primeiro lugar sem quaisquer derrotas. Na fase a eliminar, a seleção canarinha venceu Chile e Perú, deixando os dois pelo caminho pelo mesmo resultado (1-0 a cada um). Entretanto, a florescente Argentina “atropelou” o Equador por 3-0 para depois chorar, sangrar e suar contra a Colômbia, onde venceu em penáltis à “rasquinha”, por 3-2.

Depois de passarem o teste, ambas as partes têm agora o exame final no Maracanã – o coliseu que abrigará mais uma batalha imperdível de futebol. Quem levantará a taça: a amaldiçoada Argentina ou o encantador Brasil?

 

10 DADOS RÁPIDOS
  1. A última edição da Copa América (2019) foi também organizada no Brasil com a final no Maracanã.
  2. Em 2019, a Argentina foi eliminada pelo próprio Brasil nas meias-finais.
  3. Lionel Messi (quatro golos) e Neymar/Lucas Paquetá (dois golos) são os melhores marcadores de cada seleção.
  4. Brasileiros e argentinos realizaram uma fase de grupos praticamente idêntica: 1.ª lugar com três vitórias, um empate, zero derrotas e dois golos sofridos. Só diferem os golos marcados – dez para o Brasil e sete para a Argentina.
  5. Só há uma seleção com mais títulos desta competição do que a Argentina (14): Uruguai (15).
  6. O Brasil é a seleção que mais vezes venceu a Copa América no século XXI – três vezes e tem nove títulos no total.
  7. De 33 jogos disputados na Copa Sul-Americana, o Brasil ganhou 10, empatou oito e perdeu 13 vezes contra a Argentina.
  8. Em 106 confrontos por todas as competições, o Brasil é dominante: 43 vitórias sobre 33 dos rivais, além de 25 empates.
  9. Esta é a quinta final entre as duas seleções, sendo que os argentinos apenas venceram uma das quatro anteriores.
  10. Caso a Argentina vença, iguala o Brasil em títulos gerais (20).

 

JOGADORES A TER EM CONTA

Lionel Messi (Argentina) – Será finalmente desta que Messi vence um troféu pelo seu país? Por muitas vezes, esteve pertíssimo, mas faltou o “quase”. Cinco anos depois da última tristeza, o astro argentino está numa forma excecional (quatro golos e cinco assistências) e vai disparado contra tudo e todos para converter em realidade um único momento: o levantar da taça. Muito cuidado que Lionel Messi não está para brincadeiras…

Neymar (Brasil) – A estrela canarinha. Numa final, há que ter em conta as principais vedetas. Não é só Argentina x Brasil, é também o reencontro de Messi e Neymar. É de salientar que o craque do PSG nunca venceu uma Copa América pelo Brasil. Será uma batalha épica, onde ambos poderão brilhar e fazer a diferença. Querem futebol emocionante e de qualidade? Então, aconcheguem-se no sofá, preparem as pipocas e aproveitem o espetáculo.

 

XI’S PROVÁVEIS

Argentina: Emiliano Martínez, Nicolás Tagliafico, Nicolás Otamendi, Germán Pezzella, Nahuel Molina, Giovani Lo Celso, Guido Rodríguez, Rodrigo De Paul, Nicolás González, Lautaro Martínez, Lionel Messi.

Treinador: Lionel Scaloni:

“É uma partida importante, final da Copa América, mas há que tomá-la com calma, cautela e pensar que há que fazer o possível para ganhar”.

Brasil: Ederson Moraes, Renan Lodi, Thiago Silva, Marquinhos, Danilo, Fred, Casemiro, Richarlison, Lucas Paquetá, Roberto Firmino, Neymar.

Treinador: Tite:

“São os dois últimos sul-americanos campeões do mundo. Têm uma dimensão, sem desprezar Colômbia, Uruguai, são ícones do futebol mundial. Falar de Messi e Neymar é falar de excelência, virtudes técnicas, mentais, físicas, capacidade de criação muito alta. É um grande desafio, um grande espetáculo.”

 

PREVISÃO DO RESULTADO: ARGENTINA 1-1 BRASIL (4-3 GP)

Artigo revisto por Gonçalo Tristão Santos

Anúncio Publicitário

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome