Cabeçalho Futebol Internacional

Mais um fim-de-semana se passou, mais uma jornada do Girabola se jogou. Em jeito de festa carnavalesca, a 3.ª jornada trouxe uma enorme surpresa e um facto que é digno de ser referido: nas oito partidas disputadas, não se verificou um único empate no final do tempo regulamentar, o que já não ocorria há bastante tempo no campeonato angolano. Adiante, vou falar dos jogos ocorridos no fim-de-semana festivo.

Em primeiro lugar, o resultado-surpresa da jornada verificou-se na partida disputada no Estádio dos Coqueiros, em Luanda, entre o Progresso do Sambizanga e o Recreativo do Libolo. Num jogo onde o favoritismo recaía a 100% para a formação do Calulo, os Sambilas (alcunha da equipa do Progresso) surpreendeu tudo e todos e venceu por 1-0, com o golo a ser apontado por Fofó aos 44’, após um excelente jogada coletiva.

Tirando o golo ter sido marcado já perto do intervalo, o jogo em si não foi sempre bem jogado durante a 1.ª parte por ambos os lados, com os adeptos presentes nas bancadas a suplicarem pelo apito do árbitro para o intervalo, uma vez que não houve muitas ocasiões flagrantes para surgirem mais golos. Na 2.ª parte, a equipa do Libolo bem tentou alcançar o golo do empate mas sem sucesso, muito por falta de discernimento na hora de finalizar. Com este resultado, a equipa do Sambizanga conquistou a sua primeira vitória na edição deste ano do Girabola.

Os resultados da 3ª jornada do Girabola Fonte: Girabola
Os resultados da 3ª jornada do Girabola
Fonte: Girabola

A equipa que mais beneficiou com a derrota do Rec. Libolo foi o Kabuscorp do Palanca, que assumiu a liderança isolada do campeonato. O conjunto do bairro do Palanca foi até à casa dos Bravos do Maquis, no Moxico, arrancar um triunfo pela margem mínima (0-1). O resultado final reflete perfeitamente as enorme dificuldade sentida pelos visitantes em chegar à baliza dos Maquisardes (alcunha da equipa dos Brav. do Maquis), sendo que o golo vitorioso apareceu ao cair do pano, com Nary a ser o herói para a equipa forasteira. Foi a terceira vitória em outros tantos jogos obtida pelo Kabuscorp, o que lhe permite ser já líder isolado.

O campeão do Girabola’16 teve uma visita bastante tranquila até à província das Acácias Rubras (Benguela). Numa partida de Primeiros (1.º de Maio vs 1.º de Agosto), a formação de Luanda bateu por 0-3 a equipa benguelense, com um dos golos a ser apontado pelo português Diogo Rosado, que está a participar no principal campeonato angolano pelo segundo ano consecutivo, após uma breve passagem pelo Progresso da Lunda Sul. Esta foi somente a segunda partida realizada pelos Militares na prova, uma vez que ainda têm um jogo em atraso, devido à participação na Liga dos Campeões africana.

O maior rival do 1.º de Agosto, o Petro de Luanda, também venceu o seu jogo. No derby luandense, a equipa petrolífera levou a melhor sobre o Interclube do português Paulo Torres – 2-0 no final dos 90’, com Abdul e Manguxi a fazerem os dois golos do Petro. O jogo ficou ainda negativamente marcado pelas expulsões de dois jogadores do Interclube, Moco e Dasfaa, que acabou por estagnar a reação dos visitantes aos golos sofridos.

Nos outros jogos da jornada, o destaque vai para o Santa Rita de Cássia que festejou a sua primeira vitória de sempre no Girabola, ao derrotar o Progresso da Lunda Sul por 2-1. Naquela que foi a primeira partida após o triste acontecimento ocorrido no dia 1 do campeonato, a vitória simbolizou um ato de esperança e força para o clube que se estreia pela primeira vez na sua curta existência no principal campeonato angolano. Os restantes jogos terminaram assim: Sagrada Esperança 1-0 ASA, Desportivo da Huíla 2-0 JGM do Huambo e Académica do Lobito 2-1 Recreativo da Cáala.

Foto de capa: Girabola

Comentários