logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Dortmund Sevilla Haaland

3 possíveis sistemas táticos para o Manchester City FC com Haaland

Depois de muito debate e de muita expectativa, chegou finalmente ao fim uma das mais promissoras telenovelas do futebol mundial. Erling Haaland saiu da Alemanha e assinou pelo Manchester City FC, num casamento que parece ter tudo de positivo para ambas as partes envolvidas.

O clube inglês pagou a cláusula de rescisão do norueguês, de apenas 60 milhões de euros, e garantiu assim os seus serviços a partir da próxima época, num contrato que se estende por cinco temporadas, com uma nova cláusula de rescisão de 150 milhões de euros, imposta pelo avançado que quer ter oportunidade de sair se a sua consciência assim o ditar, num prazo mínimo de três anos.

Fica assim fechado um negócio que há muito era esperado e que, em perspetiva, tem tudo para dar certo. Não só na perspetiva do jogador como também na do clube, que há muito tem vindo a acusar a falta de um ponta de lança de raiz, com capacidade de fazer um golo a cada meia oportunidade.
Para além disso, o norueguês vem trazer novas dinâmicas à equipa. A primeira uma vez que, ao contrário de todas as restantes opções de ataque, Haaland só jogará como ponta de lança e por isso sempre que aparecer no onze, o City tornar-se-à um pouco menos enigmático no que ao posicionamento das peças diz respeito. A segunda, e apesar de toda a qualidade que ele mostra em vários momentos do jogo, pelo facto de Haaland diferir em tudo dos restantes atacantes da equipa. É muito alto, muito forte fisicamente e o jogo ao primeiro toque não é definitivamente o seu forte, pelo que também terá de haver uma adaptação e uma evolução muito grandes em alguns momentos em que não é tão capaz.

Importa agora, para além de tudo o resto, perceber que Manchester City FC teremos a partir do próximo ano, que junta às imensas opções de ataque mais um nome de peso, que certamente será primeira opção para Guardiola em muitas partidas das várias competições. Será esta a peça que falta aos ingleses para conseguirem vencer a tão ambicionada Liga dos Campeões?

O Guilherme estuda Jornalismo na Escola Superior de Comunicação de Comunicação Social e é um apaixonado pelo futebol. Praticante desde os três anos, desde cedo que foi rodeado por bola e por treinadores de bancada. Quer ser jornalista desportivo, e viu no Bola na Rede uma excelente oportunidade para começar a dar os primeiros toques.

O Guilherme estuda Jornalismo na Escola Superior de Comunicação de Comunicação Social e é um apaixonado pelo futebol. Praticante desde os três anos, desde cedo que foi rodeado por bola e por treinadores de bancada. Quer ser jornalista desportivo, e viu no Bola na Rede uma excelente oportunidade para começar a dar os primeiros toques.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA