logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Henry é um dos jogadores que regressaram ao clube onde se tornaram lendas

5 jogadores que regressaram a clubes ondes foram protagonistas

O mercado de transferências deste verão foi, indubitavelmente, um dos mais agitados e inesperados de sempre, arrisco-me a dizer. As transferências de Lionel Messi e de Sergio Ramos até à capital francesa ou o regresso de Cristiano Ronaldo, 12 anos depois, a Old Trafford refletem a espetacularidade do defeso, que vivenciou autênticas novelas de negociações.

Por outro lado, foi, igualmente, fértil em regressos de jogadores a uma casa onde já haviam sido felizes no passado, como são os casos do já mencionado capitão da seleção nacional a terras de Sua Majestade, de Antoine Griezmann, que viu confirmado o seu regresso ao Club Atlético Madrid, ou o caso de Gianluigi Buffon que retornou ao mítico Ennio Tardini para defender novamente as balizas do Parma Calcio 1913.

Tal como estes exemplos, também outros jogadores tiveram mais que uma passagem no mesmo clube. O provérbio diz que “bom filho à casa torna”, porém, também se ouve que “não se deve voltar ao sitío onde se foi feliz”. Vários são os casos de jogadores que registaram duas excelentes passagens no mesmo emblema.

Porém, há também outros exemplos de futebolistas que tiveram um segundo período no clube aquém das expectativas. Há ainda jogadores que voltaram somente para um regresso simbólico, já numa fase descendente da carreira. Assim, no presente artigo proponho-me a traçar uma lista de cinco jogadores que voltaram a uma casa onde já tinham triunfado anteriormente.

O Fábio é apaixonado pelo Futebol desde que se lembra, começou a dar os primeiros toques em tenra idade. Com uma década de experiência federada dentro das quatro linhas, apurou o fascínio pelo Jogo, tornando-se treinador com somente 18 anos. Licenciado em Ciências da Comunicação na Universidade do Porto, adota um olhar crítico sobre cada lance e valoriza a vertente artística do Desporto Rei.                                                                                                                                                 O Fábio escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

O Fábio é apaixonado pelo Futebol desde que se lembra, começou a dar os primeiros toques em tenra idade. Com uma década de experiência federada dentro das quatro linhas, apurou o fascínio pelo Jogo, tornando-se treinador com somente 18 anos. Licenciado em Ciências da Comunicação na Universidade do Porto, adota um olhar crítico sobre cada lance e valoriza a vertente artística do Desporto Rei.                                                                                                                                                 O Fábio escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA