Anterior1 de 11

Ser capitão de equipa não é só usar uma braçadeira. Ser capitão de um clube de futebol implica uma responsabilidade acrescida, porque representa o jogador modelo num determinado plantel.

Muitas vezes associamos a falta de rendimento desportivo de uma equipa à “falta de liderança”, seja por uma direção pouco assertiva, por um treinador sem perfil para unir as tropas ou pela ausência de um bom capitão que possa transmitir o espírito e o perfil que os adeptos querem ver dentro de campo.

Se olharmos historicamente para jogadores como Maldini, Puyol, Casillas, Mascherano, Gerrard, John Terry, Roy Keane, Buffon, Del Piero, Kompany, Totti, De Rossi, Jorge Costa, João Pinto, entre outros, percebemos que a tarefa de ser capitão é muito mais do que ser bom jogador ou ter rendimento dentro das quatro linhas.

Ser capitão implica ser um exemplo em todas as vertentes da vida, ser um exemplo de esforço, dedicação e defesa do clube durante os jogos, mas igualmente fora dele, demonstrando a postura e o discurso certo, onde não deixa de ser relevante a componente social que permite uma maior identificação dos adeptos com o clube. No fundo, um grande capitão é um elo entre direção, treinador, jogadores e adeptos.

Anúncio Publicitário

Vamos então navegar nos dez jogadores que atualmente se destacam neste campo.

Anterior1 de 11

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome