Cabeçalho modalidadesRealizou-se na noite de sexta-feira, no Mónaco, a Gala dos IAAF Athletics Awards 2017, que é o mesmo que dizer os prémios que consagram os melhores do Atletismo em cada temporada. Verdade é que a gala, recheada de glamour, tem vindo a incorporar novidades todos os anos e não se limita hoje a distinguir apenas os melhores atletas de cada ano, consagrando vários profissionais ligados à modalidade. E num ano em que Usain Bolt se despediu das pistas, nem a lenda jamaicana ficou de mãos a abanar!

Começando pelos destaques desportivos do ano, o Prémio de Atleta Feminino do ano foi para Nafissatou Thiam (BEL).

Fonte: IAAF
A Rising Star, aos 21 anos alcançou o Ouro Mundial em Londres, Yulimar Rojas promete vir a ser muito falada
Fonte: IAAF

A atleta do Heptatlo superou a barreira dos 7000 pontos em Maio, num dos melhores meetings de sempre, que se realizou na Áustria. Mas a cereja no topo do bolo seria mesmo a medalha de Ouro nos Mundiais de Londres, somando ao Ouro nos Jogos Olímpicos do Rio que já havia conquistado na temporada passada. No ano passado, a belga já tinha vencido o prémio de “Rising Star”, mas este ano a promessa tornou-se mais do que uma certeza e levou para casa o galardão de Atleta do ano.

O Atleta Masculino do ano foi Mutaz Essa Barshim (QAT). O atleta do Qatar teve uma época verdadeira assombrosa, sem qualquer derrota, tendo vencido todos os concursos de Salto em Altura em que participou. Foi medalha de Ouro nos Mundiais de Londres, fez a melhor do ano uma semana depois em Birmingham e venceu ainda o troféu da Liga Diamante em Zurique. Seguramente que nunca se irá esquecer de 2017.

Fonte: IAAF
O Atleta do Ano, o invencível no ano Mutaz Essa Barshim
Fonte: IAAF