Muito se tem falado nos últimos tempos de Alberto Salazar e do projeto da Nike sediado no estado de Oregon nos EUA. Num fim-de-semana em que teremos entre os favoritos na Maratona de Chicago dois nomes relacionados com o projeto, é hora de explorarmos um pouco daquilo que é este projeto, as razões pelo qual é tão falado e também as polémicas associadas ao mesmo. 

A criação do Oregon Project

A história que está por detrás da criação não é mais do que o resultado de anos e anos de fracassos na meia e longa distância norte-americana, que se afundava depois do seu período áureo ter terminado a meio da década de 80. Segundo a versão oficial que consta no site do Oregon Project, Alberto Salazar estava sentado junto de Thomas Clarke (vice-presidente da Nike) e perguntou “como é que chegámos aqui? Como é que podemos estar tão excitados com um sexto lugar?”, referindo-se a um sexto lugar norte-americano na Maratona de Boston em 2001. Foi nesse ano que o Nike Oregon Project foi criado, tendo como objetivo o renascer norte-americano nas distâncias mais longas. Tendo começado como um projeto que contava com os principais nomes norte-americanos da altura, a equipa acabou por perceber que os resultados não eram suficientemente animadores, tendo concluído que esses atletas já traziam vícios e métodos de trabalho difíceis de mudar e que o foco deveria passar por formar atletas desde idades mais jovens. Hoje o projeto continua a ser claramente dominado pelos norte-americanos, mas conta com alguns atletas estrangeiros, ligados à Nike, que têm ajudado a cimentar o posicionamento do projecto, não esquecendo o desenvolvimento dos atletas nacionais. 

1
2
3
4
5
Artigo anteriorO Rei manda
Próximo artigoAntevisão FC Porto – SL Benfica: a batalha agora é dentro das quatro linhas
O Pedro é um amante de desporto em geral, passando muito do seu tempo observando desportos tão variados, como futebol, ténis, basquetebol ou desportos de combate. É no entanto no Atletismo que tem a sua paixão maior, muito devido ao facto de ser um desporto bastante simples na aparência, mas bastante complexo na busca pela perfeição, sendo que um milésimo de segundo ou um centimetro faz toda a diferença no final. É administador da página Planeta do Atletismo, que tem como principal objectivo dar a conhecer mais do Atletismo Mundial a todos os seus fãs de língua portuguesa e, principalmente, cativar mais adeptos para a modalidade.                                                                                                                                                 O Pedro escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.