Anterior1 de 7Próximo

2018 deu-nos momentos de nível bastante elevado em quase todas as disciplinas, mas há um evento que se destacou de todos os outros pelo constante nível elevadíssimo vindo de vários atletas em simultâneo. No mesmo ano, tivemos 2 atletas a entrar diretamente para o top-3 de marcas de sempre, sendo que, antes destes dois tempos monstruosos, tínhamos tido apenas uma marca desta década a entrar no top-20 de sempre – os 47.32 de Bershawn Jackson em 2010. As marcas de Abderrahman Samba (uma das mais consistentes épocas da história) e Rai Benjamin (uma evolução brutal) fazem subir as expetativas para 2019 e fazem sonhar com a possibilidade de queda do recorde mundial. Atletas como Karsten Warholm (o campeão mundial) ou Kevin McMaster (o duplo campeão da Diamond League) prometem tornar a luta pelo Ouro mundial de Doha ainda mais épica.

Anterior1 de 7Próximo

Comentários