Anúncio Publicitário
Anterior1 de 2

Uma bomba. Um tiro. Uma pedrada. A designação fica ao vosso critério, mas o lançamento da portuguesa Auriol Dongmo no Peso, em Karlsruhe, veio confirmar que ela alterou, por completo, o panorama da disciplina em Portugal. Um recorde nacional já não é uma novidade para a atleta, mas está agora num patamar de elite mundial, com o qual talvez poucos contassem quando cá chegou.

Quem é Auriol? Por onde andava? Como tem evoluído?

Nascida nos Camarões há 30 anos, a atleta chegou a Portugal em 2017. A naturalização chegou em outubro de 2019, mas só em junho de 2020 foi autorizada pela World Athletics a representar Portugal.

Anúncio Publicitário

Não se pense, no entanto, que foi um daqueles casos de recrutamento, onde os clubes pescam no estrangeiro, importando os atletas. A atleta tinha um convite para treinar em França, no entanto, queria vir para Portugal por ser o país de Nossa Senhora de Fátima (!), da qual é devota. Criou uma página do Facebook e contactou diretamente o Sporting, perguntando se precisavam de lançadoras de peso e assim se fez uma das contratações mais importantes dos últimos anos no clube leonino! Seguiu a recomendação de um amigo que lhe havia sugerido o treinador Paulo Reis e estabeleceu-se em Leiria. Quando chegou, já era a melhor africana, com dois títulos continentais, mas muito longe do que hoje é.

A atleta representa o Sporting nas competições de clubes
Fonte: Sporting CP

Chegou a Portugal com um melhor pessoal de 17.92 metros. Melhorou para 18.37 no Rio de Janeiro em 2017. Igualou a marca no Pombal, em fevereiro do ano passado, no que era um novo melhor pessoal indoor. Mas foi ao ar livre onde voltou a mostrar todo o seu potencial. Os 19 metros chegaram logo em Junho, em Leiria (19.27!) e cresceram para 19.53 metros nos Campeonatos de Portugal, no que é, ainda, o seu melhor (e melhor nacional) ao ar livre.

2021 chegou e Auriol lançou a 19.65 metros, em pista coberta, em Karlsruhe. Para os menos entendidos: um metro e 73 centímetros no Peso fazem uma ENORME diferença. Parece que Paulo Reis sabe extrair o melhor de Auriol, elogiando várias vezes a ética de trabalho e os valores humanos da atleta. Até onde poderão ambos ir?

Foto de capa: World Athletics

Anterior1 de 2

Anúncio Publicitário

1 COMENTÁRIO

  1. Parabéns pelo excelente trabalho. Apenas uma (pequena) correção. A Auriol chegou a Portugal em março de 2017 com um recorde pessoal de 17.92, feitos na qualificação dos Jogos do Rio. A marca de 18,37 metros já foi feita quando ela estava a treinar em Leiria.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome