spot_imgspot_img

    Toronto Raptors, o regresso de um gigante adormecido? | NBA

    FRAQUEZAS E DECISÕES A TOMAR ANTES DA TRADE DEADLINE

    Os Raptors procuram entender melhor os valores dos seus jogadores, daí ser difícil avaliar o quanto a equipa está comprometida em adquirir atletas de outras organizações. Só porque os Raptors parecem estar a negociar nessa direção, não significa que realmente pretendam uma troca para fins imediatos, especialmente quando os jogadores mais valiosos de Toronto já foram dados como intocáveis.

    Parece então improvável que os canadienses tentem efetuar uma troca para entrar numa disputa a sério pelo título este ano. Não obstante, Fred VanVleet tem sido incrível, e o resto do cinco inicial tem talento. Mesmo que não acredite que uma presença nas finais de conferência de 2022 seja realista, Masai Ujiri, diretor desportivo dos Raptors, pode valorizar a experiência nos playoffs para fortelecer o núcleo de jogadores a longo prazo.

    Mas, de facto, Toronto precisa de um jogador titular com mais qualidade para a posição de center e profundidade mais confiável em todas as restantes posições. Se realmente querem comprar, os Raptors têm muitas possibilidades de negociação. A urgência deve existir. Os pilares da equipa, VanVleet e Siakam, não estão na curva descendente das suas carreiras desportivas, mas cada um completa 28 anos antes do final da temporada, pelo que faz sentido aproveitar ao máximo o que promete ser os seus picos de produtividade, principalmente tendo em conta que Siakam está sob contrato por mais duas temporadas, enquanto VanVleet pode permanecer no Canadá até à época 2023-24.

    A acrescentar o facto de que Gary Trent Jr. tem apenas mais um ano de vínculo com a equipa e Anunoby dois, os Raptors não têm necessariamente o luxo de proceder a um crescimento lento e orgânico antes de enfrentarem algumas decisões potencialmente desafiadoras em relação aos seus principais jogadores. A boa notícia é que, ao que tudo indica, os Raptors gostam do que têm e até ficaram surpresos com o desempenho dos elementos-chave do seu plantel.

    Com base no bom momento que vivem, não é improvável que os jogadores até aqui referidos possam renovar a sua ligação por mais uns anos, proporcionando aos Raptors uma base sólida para Barnes e outros novatos crescerem e formalizarem a sua candidatura ao topo da hierarquia da NBA. Caso não tenham a possibilidade de adquirir ativos que possam contribuir para o desempenho do grupo, Toronto deve adquirir mais escolhas de draft e, acima de tudo, libertarem-se do contrato despendioso de Goran Dragic. Desta forma, os canadienses conseguem poupar dinheiro que será investido em contratações de peso na free agency.

    Por outras palavras, o que falta realizar da presente temporada será fulcral para os Raptors estruturarem o plano desportivo dos próximos anos. Caso consigam garantir, no mínimo, a participação no play in, é possível que Toronto tenha em mãos uma futura geração de ouro.

    Só o tempo dirá se a glória de 2019 voltará a repetir-se.

    - Advertisement -
    spot_img

    Subscreve!

    Artigos Populares

    Sporting oficializa contratação de defesa-central guineense

    O Sporting CP oficializou mais uma contratação. Através do...

    Estoril Open anuncia segundo wild-card para a competição deste ano

    Já é conhecido o segundo wild-card para esta edição...

    Sporting CP interessado em avançado do SC Braga

    Os leões voltam a estar de olho no Minho...

    Luís Figo aponta os favoritos a vencer a Champions

    Estas são as duas equipas que, segundo Luís Figo,...

    Ferguson e Wenger incluídos no Hall of Fame da Premier League

    Sir Alex Ferguson e Arsène Wenger, icónicos treinadores do...
    Diogo Valente Vieira
    Diogo Valente Vieirahttp://www.bolanarede.pt
    Estudante na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, da Universidade Nova de Lisboa. Procura realizar um percurso profissional dedicado sobretudo ao desporto nacional e internacional, através do jornalismo. O seu objetivo principal é tornar o jornalismo desportivo em Portugal o mais imparcial e prático possível, apresentando ao mesmo tempo uma personalidade com a qual a audiência possa identificar-se. Tem como interesses de destaque o futebol, o basquetebol e o wrestling.