Anterior1 de 2Próximo

As provas masculinas do World Tour já começaram, com a primeira prova do calendário velocipédico a ser realizada na Austrália. A vitória na classificação geral acabou por ser de Richie Porte (Trek-Segafredo), conquistando pela segunda vez a prova.

A competição começou com uma etapa ao sprint, num circuito em Tanunda, num total de 150 quilómetros. A vitória foi para o comboio da Deceuninck-Quick-Step, com uma finalização bem realizada por parte de Sam Bennett. Em segundo lugar terminou o belga Jasper Philipsen (UAE Team Emirates), e em terceiro ficou Erik Baska (Bora-Hansgrohe). Esta foi a primeira vitória do irlandês com o novo patrocinador.

A segunda etapa chegou com a vitória a sorrir para um homem da casa, o australiano Caleb Ewan (Lotto Soudal). Numa etapa de 136 quilómetros, o “Pocket Rocket” não perdoou e impôs-se à frente de Daryl Impey (Mitchelton-Scott) e de Nathan Haas (Cofidis). O final era “durinho” para a maioria dos homens rápidos, feita à medida para o ciclista da Lotto Soudal. Passava assim para a liderança da prova, após a segunda etapa.

No terceiro dia, os homens da geral lutaram pela etapa. Na chegada a Paracombe, com rampas a 11% de inclinação, foi Richie Porte (Trek-Segafredo) quem atacou para a vitória, sem oposição. Robert Power (Team Sunweb) e Simon Yates (Mitchelton-Scott) fecharam o pódio. Porte subia 40 lugares na geral individual, passando para o comando, com seis segundos de diferença para Impey e nove para Power.

Na etapa quatro, com final em Murray Bridge, acabou com um bis de Caleb Ewan. Um sprint aguerrido com Sam Bennett e Philipsen, mas que acabou por ditar nova vitória do ciclista de 25 anos. Esta foi a terceira vitória do ano, após a vitória na prova que antecedeu o Santos Tour Down Under, uma espécie de prova de abertura da temporada.

Anterior1 de 2Próximo

Comentários