logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Ryoyu Kubayashi Saltos de Esqui

Nem a pandemia deteve o Imparável Samurai | Saltos de Esqui

Quem ficaria com a sua conta bancária um pouquinho mais recheada, visto receber um cheque de 3.000 francos suíços, qualquer coisa como pouco mais de 2.040 euros, seria Ryoyu Kubayashi após voar uma mega distância de 133m, algo que ia dando pistas abonatórias quanto à forma por este patenteada.

O segundo melhor voo ia pertencendo ao caseiro e líder do campeonato Karl Geiger que anotava menos dois metros em relação à marca do atleta nipónico. Apostado em voltar aos resultados de excelência  após ter deixado a desejar na competição de “casa” tínhamos Kamil Stoch, campeão polaco que assinaria o terceiro melhor registo do dia, 130m de elevada nota artística!

O quarto lugar seria conseguido por um inspirado suíço Killian Peier que averbara 129.5m, meio metro mais que o campeão olímpico em trampolim normal, Andreas Wellinger que conseguia desta forma uma das melhores atuações da temporada, que, no entanto, havia que ser confirmada nos dias seguintes.

Ainda a bom nível, ostentando a sexta melhor pontuação desta ronda preambular ficaria o regressado helvético de 40 anos, Simon Ammann que registava 131m, isto após não ter marcado presença na tripla ronda de Wisla. Nota ainda para os germânicos Stephan Leyhe e Pius Paschke e para os austríacos Stephan Kraft e Daniel Huber dentro dos dez melhores, com o mais jovem a “perder gás” depois de um excelente arranque de temporada.

Halvor Egner Granerud seria apenas 11.º classificado, ele que tentaria pôr fim a um longo jejum de três provas sem pontuar. Piotr Zyla e Markus Eisenbichler respetivamente 12.º e 13.º não iam assustando a concorrência à semelhança de Jan Hoerl, apenas com o 32º salto mais distante da ronda, com Anze Lanisek a posicionar-se em 40.º recorrendo a serviços mais que mínimos!

Anders Fannemel daria sequência a uma temporada desastrosa, não conseguindo finalizar entre os melhores 50 contrariamente ao efetuado por Sergey Tkachenko, atleta do Cazaquistão que conseguiria pela primeira vez ultrapassar uma qualificação na presente temporada ou Alessandro Batby, francês, que apenas na segunda prova em que participava na Taça do Mundo de Saltos de Esqui se apuraria para a prova de sábado, algo replicado pelo inconstante búlgaro Vladimir Zografsky.

De resto, todos os saltadores de elite com melhores ou piores atuações estariam apurados para o sexto evento individual do campeonato.

O Diogo é licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade Lusófona do Porto. É desde cedo que descobre a sua vocação para opinar e relatar tudo o que se relaciona com o mundo do desporto. Foram muitas horas a ouvir as emissões desportivas na rádio e serões em família a comentar os últimos acontecimentos/eventos desportivos. Sonha poder um dia realizar comentário desportivo e ser uma lufada de ar fresco no jornalismo. Proatividade, curiosidade e espírito crítico são caraterísticas que o definem pessoal e profissionalmente.

O Diogo é licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade Lusófona do Porto. É desde cedo que descobre a sua vocação para opinar e relatar tudo o que se relaciona com o mundo do desporto. Foram muitas horas a ouvir as emissões desportivas na rádio e serões em família a comentar os últimos acontecimentos/eventos desportivos. Sonha poder um dia realizar comentário desportivo e ser uma lufada de ar fresco no jornalismo. Proatividade, curiosidade e espírito crítico são caraterísticas que o definem pessoal e profissionalmente.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA