cab desportos motorizados

Uma coisa era certa à entrada para o último Grande Prémio da temporada: seria um Mercedes a festejar o título de campeão mundial de 2014. E, tão certo quanto esse ser o único dado adquirido, foi a passagem do desespero à glória em poucos segundos. No final, foi Lewis Hamilton a subir ao mais alto lugar do pódio para festejar não só a vitória em Abu Dhabi como o seu segundo troféu na Fórmula 1.

Depois de toda uma temporada intensa, dramática, histórica, esperava-se uma última de cortar a respiração. Se Rosberg partia na frente, Hamilton podia contentar-se com o segundo lugar pois, mesmo valendo os pontos o dobro, seria suficiente para se sagrar campeão. O segredo para o conseguir? Querer mais. E assim, logo no arranque, tomou a primeira posição rumo a um título que, na primeira volta, já não lhe fugiria.

Em Abu Dhabi, à medida que o sol recolhia e dava lugar à tão característica e apaixonante iluminação do circuito da Yas Marina, houve de tudo mas acabaram por ser os problemas mecânicos no Mercedes de Rosberg a assumir maior destaque. Ainda assim, e como o próprio confessava a dada altura à equipa que a ele se desculpava, “não faria diferença nem seria suficiente ter o carro bom.”

Afinal, lá na frente Hamilton rodava tranquilamente no primeiro posto, apenas seguido de Massa que assim consumava uma excelente época para a Williams. E o ‘passeio’ de Lewis a bordo do seu Mercedes na tarde deste domingo é a imagem perfeita para descrever a fase final da temporada do piloto britânico que, desde o incidente com o seu colega de equipa em Spa, não mais perdoou: depois dos cinco triunfos consecutivos, a consumação de uma temporada de sonho com a vitória nos Emirados Árabes Unidos.

Anúncio Publicitário

Rosberg, por sua vez, foi vítima da sua própria squadra, que colocou o desespero de lado para rapidamente passar a saborear os momentos de glória. Não podia ser de outra forma: no final, um dos pilotos sairia cabisbaixo, o outro pela porta grande. Coube ao alemão o papel menos desejado mas, também, um dos momentos mais bonitos do dia — a subida à sala pré-pódio para congratular o seu colega de equipa.

E assim, com a dobradinha da Mercedes em 2014, chega ao fim mais uma temporada de Fórmula 1. Com Hamilton lá bem no alto e Nicole Scherzinger, a sua namorada, acompanhada de toda a família e equipa e em grande destaque no circuito de Abu Dhabi. Agora, é tempo de celebrar mais uma época histórica e descansar as baterias.

Comentários