ÚLTIMA HORA:

As primeiras 24h (de resistência) do ano são em Daytona

A primeira corrida de resistência do ano começa em Daytona, com as 24h de Daytona, uma prova que se realiza anualmente em solo americano para a International Motor Sport Association (IMSA). A corrida em si será do dia 29 ao dia 30 de janeiro, porém a sessão de treinos e qualificação aconteceram na semana passada.

Durante o fim de semana de 21 a 23 de janeiro, os 61 carros inscritos para o Roar Before the Rolex 24 At Daytona irão para a pista, fazer o reconhecimento da mesma, encontrando pontos de travagem corretos, o melhor set-up para qualificação e corrida. Na sessão de qualificação, os pilotos tentam fazer os melhores tempos para conseguirem a pole position, ou seja, sair de primeiro na corrida, com uma ligeira diferença.

A pole de sábado será para a corrida de domingo, um género de qualifying race; corrida com 100 minutos (aproximadamente 1h40m) para definir as “verdadeiras” posições para a corrida oficial de dia 29, com pontos a serem atribuídos a todos os pilotos, sendo que os pilotos da pole recebem 35 pontos, os segundos recebem 32 e os terceiros 30. A partir daí, retira-se sempre dois pontos até chegar ao 30º qualificado para a frente, que recebem só um ponto.

CLASSES DAS 24H DAYTONA

Daytona é idêntica às 24h de Le Mans no que toca à resistência e às classes. Estão presente cinco classes de carros:

  • os Daytona Prototype international (DPi) que serão os carros mais rápidos e os vencedores da corrida, tanto em classe como em geral. São sete os carros desta classe e entre eles, um piloto português que ganhou Daytona por duas vezes com o #10 Konica Minolta Acura ARX-05 – Filipe Albuquerque. Este será o último ano dos DPi, já que em 2023 teremos os Le Mans Daytona h (LMDh);
  • os Le Mans Prototype 2 (LMP2) que continuam com os dez carros do ano passado, mais lentos que o DPi;
  • os Le Mans Prototype 3 (LMP3), do mesmo grupo que os acima abordados, obviamente mais lentos, que sobem de seis para 10 carros este ano. Nesta categoria, outro português: João Barbosa, no #33 da Sean Creech Motorsport;
  • os GT Daytona Pro (GTD PRO) é uma nova classe que aparece este ano para substituir a antiga GT Le Mans (GTLM) e recebe 13 carros de oito construtores, sendo eles Corvette, vencedores do ano passado, BMW, Mercedes, Porsche, Aston Martins, Ferrari, Lamborghini e Lexus;
  • e finalmente os GT Daytona (GTD), cuja diferença para os anteriores é que é necessário existir na equipa pilotos com classificação bronze ou prata. Estão inscritos 22 carros, mais três que o ano passado

SESSÃO DE QUALIFICAÇÃO

A sessão de qualificação de dia 22 terminou mais cedo que o esperado, depois de Renger van der Zande ter trazido a bandeira vermelha, aquando de uma batida contra a barreira de pneus na sua tentativa de responder ao tempo da pole position.

Pole essa que ficou com a JDC Miller MotorSports #5, com o tempo de 1:34,034s. Filipe Albuquerque conseguiu o segundo tempo, a mais +0,122s do líder, em terceiro lugar acabou o carro #02 de Lynn.

Nos LMP2, foi o #52 que agarrou o primeiro lugar na classe, com o #11 em segundo e #20 em terceiro.

Na classe de LMP3, foi o #26 que garantiu a pole, em segundo ficou o #38 e em terceiro o #36; João Barbosa qualificou-se em sexto na categoria.

No GTD Pro, foi o #2 que fez o tempo mais rápido, ficando à frente do #9 de Felipe Nasr e do #63.

Por último, no GTD, o #75 ficou na pole para domingo, tendo em segundo o #57 e em terceiro o #59.

CORRIDA DE QUALIFICAÇÃO

A corrida de qualificação, realizada no dia 23, determinou que será o #10 de Filipe Albuquerque a começar a corrida em primeiro lugar, o #5 atrás de si e #48 em terceiro.

Nos LMP2, foi o #52 que clamou a pole, tendo em segundo lugar o #11 e em terceiro o #68.

Nos LMP3, será o #36 a começar a corrida de primeiro na sua classe, com #6 em segundo e #13 em terceiro; João Barbosa começa de quinto.

Nos GTD Pro, o #63 conseguiu ficar na pole, tendo atrás de si o #79 e em terceiro o #9.

Finalizando, nos GTD, será o #57 em primeiro, #59 em segundo e # 16 em terceiro.

Retiraram-se 6 carros durante a corrida.

As 24h de Daytona realizam-se no dia 29 de janeiro pelas 13h40 hora local, 18h40 hora portuguesa. Filipe Albuquerque e Ricky Taylor têm a possibilidade de vencer novamente a corrida de resistência americana e fazer com que a Wayne Taylor Racing vença pela quarta vez seguida. João Barbosa tentará lutar pelo pódio novamente.

Foto de Capa: IMSA

 Artigo redigido por Ana Catarina Ventura

Componente 5 – 1 (1)

O Bola na Rede é um site de opinião desportiva, cuja plataforma de distribuição de conteúdo é o online. Foi fundado a 28 de outubro de 2010.

O Bola na Rede é um site de opinião desportiva, cuja plataforma de distribuição de conteúdo é o online. Foi fundado a 28 de outubro de 2010.

FC PORTO vs CD TONDELA

  • 00DIAS
  • 00HORAS
  • 00MINUTOS
  • 00SEGUNDOS
FC PORTO x ESTORIL PRAIA
SPORTING CP x SANTA CLARA
PAÇOS FERREIRA x SL BENFICA