cab desportos motorizados

Há 20 anos viveu-se o fim-de-semana mais trágico de que existe memória na F1. Morreram o austríaco Roland Ratzenberger e o brasileiro Ayrton Senna.

Senna ainda hoje é considerado por muitos o melhor piloto de sempre de F1. Os seus três títulos de campeão mundial assim o ajudam a coroar e, se não tivesse tido aquele fatídico acidente, talvez mais alguns teria.

O piloto brasileiro é relembrado com emoção em todo o mundo mas, por falar a nossa língua e por ter obtido a sua primeira vitória na F1 em Portugal, na temporada de 1985, é um dos pilotos que mais carinho mereciam e merecem no nosso país, sendo mesmo recordado por quem não acompanha a modalidade.

A 1 de maio de 1994, o mundo chorou quando Senna seguiu em frente na curva Tumburello, no circuito de Ímola, em São Marino, e perdeu a vida.

Ayrton Senna é, e sempre será, uma das maiores figuras da F1 e do desporto mundial, e estes 20 anos sobre o seu desaparecimento apenas fazem provar isso.

Comentários