logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Antevisão GP Catar: Hamilton em forma “vinga” derrota na secretaria

A ANTEVISÃO: HAMILTON, A LUZ MAIS BRILHANTE NA NOITE INAUGURAL DE LOSAIL

A Fórmula 1 chegava ao Catar pela primeira vez na história “embalada” por mais um capítulo emocionante na luta entre Lewis Hamilton (Mercedes) e Max Verstappen (Red Bull) pelo campeonato de 2021.

O GP do Brasil, ganho por Hamilton após mais uma luta titânica com Verstappen, só ficou completamente “fechado” ontem, sexta-feira, quando a FIA decidiu não existir argumento suficiente para revisão do incidente entre os dois pilotos e que impediu, na altura, Hamilton de passar para a frente da corrida.

Fechada mais uma das muitas notas de rodapé desta frenética temporada de F1, e após um curto frenesim depois de rumores da compra da McLaren por parte da Audi (que a primeira entretanto desmentiu), as atenções centravam-se, então, no circuito de Losail. Um traçado bem conhecido dos fãs de motociclismo, mas uma estreia absoluta no calendário dos mais rápidos monolugares de quatro rodas.

Com mais de cinco quilómetros de extensão, uma longa recta da meta com uso de DRS e pelo menos três zonas de travagem forte, o GP do Catar tem tudo para proporcionar mais uma corrida de alta fricção. Especialmente se a qualificação ditasse a proximidade entre os dois grandes rivais do campeonato.

A primeira fase de qualificação não trouxe surpresas, com os dois Haas, os dois Alfa Romeo e Nicholas Latifi (Williams) a abandonar cedo.

Já a segunda sessão do Q2 eliminou três candidatos ao pódio: Sergio Pérez (Red Bull), Charles Leclerc (Ferrari) e Daniel Ricciardo (McLaren) ficaram pelo caminho juntamente com Lance Stroll (Aston Martin) e o “senhor Sábado” George Russell (Williams), enquanto Hamilton, Valtteri Bottas (Mercedes), Verstappen e Carlos Sainz (Ferrari) passaram à última fase de qualificação nos pneus médios – uma possível vantagem estratégica para a corrida de domingo.

Nos momentos iniciais do Q3, o trio do costume bateu-se de igual para igual, com Hamilton a superar-se a Bottas e ao rival Verstappen por dois décimos de segundo. Nas voltas finais decisivas, Hamilton foi o primeiro a cruzar a meta com uma volta de 1:20.827 e em boa hora o fez: um furo após excursão ao corrector da pista fez Pierre Gasly (AlphaTauri) parar na recta da meta, trazendo um fim precoce às voltas rápidas de Verstappen e Bottas que seguiam atrás e, assim, não conseguiram melhorar os seus tempos.

“Pole”, então, para Lewis Hamilton, que segue em busca do recorde de títulos na F1. Atrás de si, o líder do campeonato Max Verstappen e o seu colega de equipa Valtteri Bottas. Este último, conseguindo uma boa aproximação à primeira curva, pode ter uma palavra a dizer na discussão pelo segundo lugar e ajudar Hamilton a encurtar terreno para Verstappen na luta pelo título, a diferença neste momento cifrada nos 14 pontos.

Uma corrida para acompanhar em directo amanhã pelas 14:00 de Portugal Continental e que, com apenas três Grandes Prémios por disputar, se pode revelar decisiva nas contas de um campeonato que, independentemente do desfecho final, assume já um estatuto lendário na história da modalidade.

Foto de Capa: Formula 1

Concluída a licenciatura em Comunicação Social, o Carlos mudou-se para Londres em 2013, onde reside e trabalha desde então. Com um pai ex-piloto de ralis e um irmão no campeonato nacional de karts, o rumo profissional do Carlos foi também ele desaguar nas "águas rápidas" da Formula One Management, onde trabalhou cinco anos. Hoje é designer numa empresa de videojogos, mas ainda não consegue perder uma corrida (seja em quatro ou duas rodas).

Concluída a licenciatura em Comunicação Social, o Carlos mudou-se para Londres em 2013, onde reside e trabalha desde então. Com um pai ex-piloto de ralis e um irmão no campeonato nacional de karts, o rumo profissional do Carlos foi também ele desaguar nas "águas rápidas" da Formula One Management, onde trabalhou cinco anos. Hoje é designer numa empresa de videojogos, mas ainda não consegue perder uma corrida (seja em quatro ou duas rodas).

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA