logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

Mercedes | Quem te viu, quem te vê…

modalidades cabeçalho

A hegemonia que a Mercedes tinha desde 2014, e que assombrou os fãs das outras equipas de F1, terminou. Após Max Verstappen, da Red Bull Racing, ter conquistado o campeonato na última volta do último grande prémio, a Mercedes nunca mais foi a mesma.

Apesar de terem vencido o Campeonato de Construtores no ano passado devido às grandes exibições de Lewis Hamilton e de Valtteri Bottas, a Mercedes não comemorou muito esse título, por causa da polémica do Campeonato de Condutores. No final do campeonato, já se sabia que Bottas ia sair da Mercedes para rumar à Alfa Romeo, sendo que George Russell seria o seu substituto na equipa alemã.

Com a saída de Bottas e a entrada de Russell, surgiram várias dúvidas e perguntas no ar: Será que Lewis Hamilton seria o primeiro piloto, ou já iam começar a transição? A Mercedes vai continuar a lutar pelo título?

Bem, meus caros leitores, a resposta à segunda pergunta, neste momento, é não. A Mercedes não está a lutar pelo título de condutores, e, apesar de ainda poderem ter uma palavra a dizer no Campeonato de Construtores, a chama está quase apagada.

A Red Bull Racing está numa boa posição de levar, pelo menos, o campeonato de condutores, devido às exibições de Max Verstappen. Em relação aos condutores, o título também deverá ser para a equipa austríaca, por causa dos problemas nos motores e das péssimas decisões dos líderes da Ferrari.

Em relação à Mercedes, é um caso muito estranho. Depois de vários anos de domínio, sete campeonatos entre 2014 e 2020, é quase inacreditável ver que a equipa alemã ainda não conquistou qualquer Grande Prémio esta temporada.

“Será que Lewis Hamilton voltará a ganhar um Campeonato do Mundo?” Eu acho que não. Apesar de ter uma longa lista de títulos e de recordes, o experiente piloto britânico deixou de ter as mesmas condições que possuía anteriormente.

Anteriormente Hamilton tinha, sem qualquer dúvida, o melhor carro da pista. Várias corridas do alemão a começar da 10.ª posição para baixo e, mesmo assim, arranjava forma para conquistar a prova. Agora, eu sinto que a Red Bull e a Ferrari têm os melhores carros. Os italianos podiam estar melhores, se, tal como já tinha referido, os problemas nos motores tivessem sido resolvidos. A Ferrari já perdeu vários pontos por causa desses problemas.

Antes, o experiente piloto britânico tinha um bom segundo, Valtteri Bottas. O finlandês era um jogador de equipa, cumpria todas as ordens. Aliás, ele até deixava o Hamilton lhe passar, devido às ordens da equipa liderada por Toto Wolff – “Valtteri, It’s James (Allison)”.

Neste momento, George Russell não é o segundo piloto da Mercedes, e não está a receber o mesmo tratamento de Bottas. Apesar de ter menos experiências que Hamilton e de estar no seu primeiro ano como piloto principal da Mercedes, o jovem piloto britânico está a mostrar que a pressão de estar numa das melhores equipas da Fórmula 1 não lhe afeta. Além disso, neste momento, Russell tem mais pontos do que Hamilton na tabela classificativa da Fórmula 1 – há uns meses, ninguém acreditaria.

Um momento que achei marcante: quando Hamilton e Russell estavam, no Grande Prémio da Hungria, a lutar pela segunda posição, não houve qualquer ordem da equipa para o jovem piloto ceder a posição; O piloto que está entre os melhores de sempre conseguiu fazer a ultrapassagem sem qualquer pedido. A estratégia da Mercedes já não é a mesma. Existe uma maior liberdade para Russell.

Apesar de a Mercedes já não ser a equipa a bater, continua a ser uma das melhores equipas da F1. Todos os pontos, a partir desta época, serão importantes para a equipa alemã. Entre a Ferrari, a Red Bull e a Mercedes, a equipa constituída por George Russell e Lewis Hamilton foi a mais beneficiada com os abandonos a meio da corrida. A referir que a Mercedes está a ganhar ritmo nas últimas corridas, ou seja os alemães poderão, talvez, chegar ao segundo lugar nos construtores.

Apesar de ainda não se saber quanto mais anos estará Sir Lewis Hamilton na Fórmula 1 (Sebastian Vettel é mais novo que Hamilton e vai se retirar no final desta temporada), sabemos que, quando o inevitável acontecer, a Mercedes estará em boas mãos com George Russell.

Foto de Capa: Mercedes AMG-F1

O Filipe saiu da Ilha de São Miguel, nos Açores, para tirar a Licenciatura de Jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social. Desde criança que é adepto de Futebol, tendo já sido árbitro. Para além do "desporto-rei", o Filipe também é apaixonado por Basquetebol e não falha no acompanhamento de Wrestling.

O Filipe saiu da Ilha de São Miguel, nos Açores, para tirar a Licenciatura de Jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social. Desde criança que é adepto de Futebol, tendo já sido árbitro. Para além do "desporto-rei", o Filipe também é apaixonado por Basquetebol e não falha no acompanhamento de Wrestling.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA