cab desportos motorizados

A temporada de 2016 ainda começa hoje com o Rally de Monte Carlo, tal como é hábito, mas apesar disto já quase se pode dizer que Sébastien Ogier será o Campeão do Mundo.

Com um calendário de 14 provas – a China entra no calendário – em vez das 13 dos últimos anos o WRC fica mais longo, o que não agrada às equipas, neste que é um ano de fim de geração, uma vez que as regras se alteram no ano que vem a nível de carros. Esta situação levou, por exemplo, a um afastamento da Citroën a nível oficial, apesar de a marca francesa estar no WRC através da PH Sport numa situação em tudo idêntica à de 2006 mas na altura com a Kronos.

Mas vamos começar pelos campeões. A Volkswagen de 2016 é em tudo igual à de 2015, onde dominou a temporada. Ogier, Latvala e Mikkelsen continuam ao volante do Polo WRC e parece que vão discutir entre si os três primeiros lugares do Mundial, provavelmente por esta ordem. A marca alemã venceu 34 das 39 provas em que entrou e quer melhorar ainda mais a sua taxa de eficácia.

A Hyundai é a única equipa que se pode intrometer neste domínio da Volkswagen. A marca coreana vai para a estrada com um novo carro que parece ser melhor que o que até agora tem estado presente nas provas. O facto de ser um carro totalmente novo pode trazer problemas iniciais, mas parece ser um carro muito melhor que o I20 anterior. Os pilotos vão ser os mesmos do ano passado, ou seja, Neuville, Sordo e Paddon. Kevin Abbring, que no ano passado fez algumas provas, este ano vai estar a focar-se no desenvolvimento do I20 R5 e do WRC de 2017, podendo no entanto fazer algumas provas num calendário ainda em aberto.

Anúncio Publicitário
O Fiesta apresenta uma decoração nova para 2016 Fonte: M-Sport
O Fiesta apresenta uma decoração nova para 2016
Fonte: M-Sport

A M-Sport, representante da Ford no WRC, é a força mais fraca entre os construtores presentes em 2016. A equipa inglesa vai ter ao volante do Fiesta WRC Ostberg – depois da experiência falhada na Citroën – e Eric Camilli, um piloto francês com apenas uma temporada do WRC mas aos volantes de um Fiesta R5. Uma aposta de muito risco de Malcon Wilson que tem tudo para dar errado, mas temos de esperar para ver.

Por fim a Citroën como já disse no início do artigo não vai estar a nível oficial em 2016, mas a PH Sport, equipa que vai representar a marca francesa, é quase uma equipa oficial, mantendo a base dos últimos anos. Kris Meeke será o chefe da equipa, acompanhado por Sébastien Lefebvre, a nova esperança francesa na modalidade, e Craig Breen, que passa assim da Peugeot para a marca irmã. Para já ainda não se sabe ao certo o plano da equipa, mas é provável que a equipa só faça o calendário europeu da modalidade.

Quanto a Monte Carlo a vitória será como não podia deixar de ser para Ogier a não ser que algo de extraordinário aconteça. Será a quarta vitória do francês na prova e o primeiro passo para o seu quarto título mundial.

Foto de capa: Facebook Oficial de Sébastien Ogier