A edição 2020/21 da Taça da Liga trouxe alguns jogos competitivos, mais uma boa demonstração da qualidade dos intervenientes do principal escalão do futsal português, representados pelos oito emblemas melhor classificados no final da primeira volta, no entanto o vencedor final acabou por ser o Sporting Clube de Portugal após três conquistas consecutivas do seu rival, o Sport Lisboa e Benfica.

Assim sendo, o clube leonino de Futsal igualou os encarnados no número de conquistas, com três troféus cada, e aqui apenas me refiro ao palmarés na jovem Taça da Liga, com apenas seis edições disputadas até hoje. Em relação ao jogo em si, nada a dizer, apesar de algum equilíbrio nas estatísticas, o resultado é demasiado claro (6-2) para poder haver a mínima contestação ao triunfo leonino.

Fonte: SL Benfica

Eu começo a ver uma onda crescente de adeptos do Benfica que pedem a saída do treinador Joel Rocha e até consigo entender. No entanto, sendo eu um adepto da estabilidade nas equipas técnicas, creio que o timoneiro das águias merece mais uma oportunidade para poder tentar mais uma vez revalidar o título de campeão nacional, dado que em 2019/20 não se disputou o campeonato nacional, interrompido em Março devido à pandemia. Não ganhou sempre, é um facto, muito devido ao treinador rival, também ele a realizar um trabalho tremendo ao serviço do Sporting CP, Nuno Dias.

Eu já o tenho referido em artigos anteriores, toda a admiração que tenho pelo treinador do Sporting, para mim o melhor treinador português da atualidade, e não só por já ter conquistado o título europeu de clubes em 2019. Ora, perante o treinador mais capacitado da atualidade em Portugal, na minha modesta opinião, dois campeonatos em cinco foram conquistados pelos encarnados desde que ambos são treinadores das maiores equipas nacionais em simultâneo.

Anúncio Publicitário

E pode empatar, caso seja campeão esta época, com um plantel que parece capaz de poder lutar até ao fim pelo título, com uma mistura interessante de jogadores com muito valor e provas dadas na alta roda do futsal mundial (Tayebi, Arthur, Robinho, Chishkala, etc)  com jovens de grande potencial e que já dão cartas na formação principal (Martim Figueira, Afonso Jesus, Silvestre, Jacaré, etc), logo esta mescla tem tudo para dar bons resultados, para além das perdas muito significativas de elementos históricos do clube, como o capitão Bruno Coelho ou André Coelho.

É um facto que o SL Benfica não ganha ao Sporting CP desde Janeiro de 2020, mas os jogos têm sido sempre muito intensos e disputados, com o Sporting a levar a melhor apenas nos detalhes. Veremos o que está época traz para os encarnados, sendo que se o fim da época não representar a conquista do campeonato nacional ou um título europeu, muito provavelmente será o fim de linha de Joel Rocha no banco das águias, treinador mal amado no seio da família encarnada mas que não fez um trabalho tão fraco quanto alguns querem fazer crer. Um pouco como Jorge Braz na seleção nacional, antes da conquista brilhante do Euro 2018 na Eslovénia era muito contestado, algumas vezes até com algum fundo de razão, outras nem por isso.

Foto de Capa: Carlos Silva/Bola Na Rede