Cabeçalho modalidadesO Sporting CP apurou-se hoje para a Final Four da Uefa Futsal Cup, depois de derrotar por 3-1 a equipa croata do Nacional Zagreb FC.

Os leões entraram no jogo mandões, não deixando a equipa croata respirar. Os lances de perigo sucederam-se e o primeiro momento quente foi aos oito minutos, quando os árbitros invalidaram um golo a Dieguinho, por terem considerado uma falta anterior sobre Merlin. Pouco depois, foi a vez de Matheus, da equipa croata, causar perigo, enviando uma bola ao ferro.

Depois do lance perigoso do Nacional Zagreb, voltou a só dar Sporting. Diogo foi um verdadeiro quebra cabeças para a defensiva croata, rematando duas bolas aos ferros e criando boas jogadas para os seus colegas. Foi num destes lances que o Sporting acabou por abrir o marcador – Diogo passou da linha de fundo para a entrada da área e Fortino abriu o ativo. Até ao intervalo, voltou a ser só Sporting, mas a primeira parte terminou com vantagem mínima para os leões.

A segunda parte começou como acabou a primeira, com o Sporting por cima a massacrar a equipa croata, mas sem conseguir marcar, apesar de alguns bons lances, destacando-se um remate de Pany Varela, que passou a milímetros da baliza, após um excelente passe de desmarcação de Divanei.

Diogo foi dos mais desequilibradores Fonte: Número F
Diogo foi dos mais desequilibradores
Fonte: Número F

Na resposta, a equipa de Zagreb deu um ar da sua qualidade, mas Matheus mandou novamente ao ferro, no que poderia ter sido um excelente golo. A 13 minutos do fim, o Sporting fez finalmente o segundo golo através de Pany Varela, golo que mudou tudo, uma vez que a equipa croata passou a jogar com o português André Gomes como guarda redes avançado.

Anúncio Publicitário

Se ontem elegemos como ‘fora de jogo’ a defesa 5-4 do Sporting, hoje tudo mudou, também pela importância do jogo. O Sporting esteve irrepreensível, obrigando mesmo Robert Grdovic, treinador dos croatas, a trocar de guarda redes avançado, pondo Juan Portas nesta função para os últimos minutos. 

Apesar da excelente defesa, a equipa croata, a pouco menos de dois minutos do final, fez o 2-1, através do inevitável Matheus. Mas se a tática do guarda redes avançado tem vantagens, também tem desvantagens, como Pedro Cary fez questão de mostrar, ao fazer o 3-1 num remate ainda dentro da sua área para a baliza adversária deserta.

Vitória mais que justa do Sporting, que assim já assegurou a passagem para a Final Four, onde vai tentar finalmente o título europeu, objetivo que há tantos anos persegue.