logo-BnR.png

ÚLTIMA HORA:

It’s coming R… Trissino | Final-Four Liga Europeia 2021/22

modalidades cabeçalho

Está encerrada mais uma edição da Liga Europeia de Hóquei em Patins. A maior competição de clubes do mundo da modalidade, terminou, como é habitual, numa Final-Four que foi uma autêntica cimeira luso-italiana. Em Torres Novas, AD Valongo, SC Tomar, GSH Trissino e GIH Sarzana disputaram o troféu de Campeão Europeu em três jogos que colocaram frente a frente Portugal e Itália.

No Palácio dos Desportos Helena Sentieiro, AD Valongo e SC Tomar estrearam-se numa Final-Four da Liga Europeia, realizada, pela 13.ª vez, em Portugal – Torres Novas voltou a receber a competição 16 anos depois. Neste primeiro duelo, os adeptos das duas equipas compareceram em grande número e deram outro colorido às bancadas, proporcionando um espetáculo de excelência, com fair-play, fora do ringue de jogo. Quanto à partida propriamente dita, os nortenhos entraram praticamente a ganhar, fruto de um penálti convertido por Rafael Moreira.

Os nabantinos melhoraram com o passar dos minutos, muito à custa da irreverência do miúdo Lucas Honório. Completou 19 anos à poucos dias e, apesar de tenra idade, mostrou todo o seu potencial, estando envolvido nos três golos da remonatada, em apenas quatro minutos e meio. Com a vantagem de 1-3 no segundo tempo, o Tomar continuou melhor e, a 12 minutos do final, Tomás Moreira fazia o 1-4, a passe de… Lucas Honório, isto já depois de Caio e Tomás Moreira terem desperdiçado duas bolas paradas.

O Valongo reduziu de imediato, com um golo de meia distância de Facundo Bridge. A partir daí, os nabantinos não conseguiram controlar o jogo e Francisco Velundo teimava em segurar a sua equipa. Até que, aos 41 minutos, Diogo Barata reduziu para a margem mínima. A 5 minutos do final, Lucas Honório não conseguiu converter um Livre Direto e Facundo Navarro repôs a igualdade no marcador. Antes do fim do tempo regulamentar, Bridge ainda acertou no poste da baliza do Tomar. No prolongamento, a igualdade a quatro manteve-se e o jogo seguiu para penáltis. Aí, o Valongo foi exemplar e apurou-se para a Final, vencendo por 3-1, sem desperdiçar qualquer penálti.

Na segunda meia-final da prova, o equilíbrio não esteve tão em evidência no confronto entre os italianos e que opôs os irmãos Bertolucci. Apesar do favoritismo estar no lado do Trissino, o Sarzana já havia vencido, em duas ocasiões, a equipa do norte de Itália na presente temporada – na primeira, para o Campeonato, consentiu a primeira derrota da temporada ao Trissino, e na segunda, para a Taça, o Sarzana acabou por conquistar o troféu. À terceira foi mesmo de vez e, agora sem surpresas, o Trissino dominou a partida e vencia 2-0 ao intervalo, com golos de Emanuel Garcia e João Pinto.

Na segunda parte, o Trissino meteu o pé no travão e passou a controlar e a gerir o ritmo da partida. Apesar disso, voltou a marcar em mais duas ocasiões, ambas de Livre Direto, e ambas por intermédio de Giulio Cocco, ex-jogador do FC Porto, que se qualificou pela terceira vez consecutiva para a Final da Liga Europeia.

O Tiago nasceu em Abrantes e, atualmente, estuda em Portalegre, cidade para onde partiu em busca do seu sonho no meio do Jornalismo. Está ligado ao Desporto desde sempre e gosta de rebater as suas opiniões até à última. O Ciclismo e o Futebol - não o 'jogo da bola' - são as suas paixões, sem nunca descurar o Hóquei em Patins, o Futsal e o brilhante mundo dos Esports.

O Tiago nasceu em Abrantes e, atualmente, estuda em Portalegre, cidade para onde partiu em busca do seu sonho no meio do Jornalismo. Está ligado ao Desporto desde sempre e gosta de rebater as suas opiniões até à última. O Ciclismo e o Futebol - não o 'jogo da bola' - são as suas paixões, sem nunca descurar o Hóquei em Patins, o Futsal e o brilhante mundo dos Esports.

[my_elementor_post_nav_output]

FC PORTO vs CD TONDELA