Anterior1 de 2

A equipa de hóquei em patins masculina do SL Benfica realizou a sua pior temporada dos últimos anos. A boa campanha na Liga Europeia e a conquista da primeira edição da Taça 1947 não foram suficientes para amenizar o péssimo campeonato que fizeram.

Num campeonato que ficou marcado pelo regresso do play-off que iria definir o campeão nacional, a equipa realizou uma Fase Regular tremendamente inconsistente e, chegando aos play-off, cairiam aos pés do FC Porto nas meias-finais, com uma derrota por 3-2 na eliminatória, depois de estar a ganhar por 0-2.

Mais do que a péssima campanha realizada nesta temporada, as notícias que têm surgido em relação ao hóquei encarnado também têm dado muito que falar – umas por bons motivos; outras, nem por isso.

Uma notícia já oficialmente anunciada pelo SL Benfica foi a do fim da carreira de Valter Neves. O eterno capitão das águias representou o emblema da Luz durante 17 temporadas, tendo sido uma das principais referências não só do hóquei, como também de todo o mundo eclético dos encarnados na última década. O antigo defesa irá permanecer ligado ao hóquei do SL Benfica, desempenhando agora o cargo de Team Manager.

Anúncio Publicitário

No entanto, muitos rumores também têm surgido sobre o hóquei encarnado. Ainda antes do término da temporada, havia dois jogadores já dados como certos no SL Benfica para a nova época: o avançado espanhol Pol Manrubia e o defesa português Poka.

Pol Manrubia é um jovem jogador de 20 anos e é visto como uma das maiores promessas mundiais na modalidade, sendo um daqueles jogadores que dão um toque artístico ao jogo. Estreou-se na OK Liga com apenas 16 anos, sendo que, atualmente, é uma das principais figuras do CE Noia, clube com o qual ainda tem contrato.

Já o português Daniel Oliveira, mais conhecido por Poka, representou nas últimas duas temporadas o FC Porto, no qual nunca foi uma real mais-valia, tendo também já representado o Sporting CP e o AD Valongo. É a escolha da estrutura dos encarnados para render Valter Neves, visto que a partir da próxima temporada cada equipa poderá ter apenas um número máximo de cinco jogadores estrangeiros no plantel.

Anterior1 de 2

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome