Anterior1 de 3Próximo

O líder do Campeonato, o Fluvial, entrava na final com algum favoritismo contra o terceiro da Liga, o Paredes, depois de derrotar o segundo dessa competição, Naval Povoense, por 14-11 nas semi-finais. Já, para confirmar uma final nortenha, os de Paredes haviam eliminado o Sporting num equilibrado 9-7.

O jogo começou com equilíbrio e contenção de parte a parte, pelo que o primeiro período seria o com menos destaques. Ainda assim, o Fluvial colocou-se em vantagem por 1-0, ganhando mais algum conforto para o que estava para vir.

Num contraste total, o segundo quarto foi recheado de golos. Começou o Fluvial por trucidar o adversário, atingindo mesmo os 6-0. Na parte final, os de azul conseguiram responder e limpar um pouco a imagem, acabando o quarto a perder por “apenas” 7-3.

O Fluvial explorou os espaços dados nas alas
Fonte: Bola na Rede

Daqui para a frente, o jogo seguiu o mesmo rumo e a segunda metade só viu a diferença aumentar. Com mais uma inspirada exibição de Pedro Sousa e dando também o devido destaque ao seu imperial Carlos Gomes na baliza, o Fluvial aumentou para 10-5 no terceiro período e no último quarto sentenciou a glória anunciada com mais uns golos, acabando por vencer por 14-7.

Anúncio Publicitário

Com esta vitória folgada, o Fluvial Portuense confirma o estatuto de melhor equipa nacional e conquista a Taça de Portugal para o seu palmarés. 

Uma nota final para a organização, que tendo sido exemplar nalguns pontos, claramente não esteve ao nível desejado na final e isso sentiu-se nas bancadas, com gente a mais, desconfortável e todos uns em cima dos outros, que assim puderam desfrutar menos do espetáculo proporcionado pelos atletas.

Equipas

C Fluvial Portuense: S Alves, S Lopes, R Santos, J Vieira, T Parati, P Sousa, N Marques, J Leite, M Cardoso, M Ramalheira, M Carvalho, D Soberchi, C Gomes

SSCM Paredes: J Silva, L Pacheco,J Fougo, J Alves, A Rodrigues, E Rocha, D Ferraz, T Pinto, H Barbosa, J Carneiro, C Santos, R Teixeira, J Sousa

Anterior1 de 3Próximo

Comentários