Nunca fui o maior apreciador de Futebol Americano, mas, nos últimos tempos, e em parte pelo excelente trabalho do Daniel Felício Silva, tenho acompanhado com mais atenção a NFL. Por isso, há algo sobre a Superbowl LIII que não consigo deixar de comentar.

Ora, em mais uma vitória dos New England Patriots, o prémio de MVP foi para Julian Edelman – não devia ter ido. O problema não é a inquestionável qualidade do californiano;  o problema é que este não devia sequer ter lá estado.

No início do ano, Edelman foi suspenso por quatro jogos por violação das regras da NFL sobre Substâncias de Melhoria de Desempenho, vulgo, doping. Esta sanção é ridícula e está longe de ser um castigo ajustado às ofensas. Um passo no bom sentido seria adotar uma política mais semelhante à da MLB, que, além de as suas suspensões serem, regra geral, mais longas, suspende não só por um certo número de jogos, como também para os playoffs. Aplicado neste caso, isso colocaria Edelman disponível para a época regular após os quatro jogos de suspensão, mas sem poder participar nos playoffs.

Que credibilidade tem este MVP?
Fonte: New England Patriots

Isso já seria estar a ser suave. A sanção base na maioria dos desportos, estipulada nos regulamentos da WADA é de quatro anos e há uma crescente pressão para que as federações nacionais suspendam os atletas de representar a sua seleção por cinco anos, de modo a falhar duas Olimpíadas.

Além do mais, falta transparência, já que nem sequer é público a que substância acusou Edelman, algo que seria obrigatório se o Futebol Americano estivesse sujeito às regras da WADA. Mas este caso está longe de ser o único, pelo contrário. Estas suspensões são comuns na Liga, mas este em particular é paradigmático e urge uma nova atitude face ao doping.

O abuso de substâncias é um problema grave e que retira credibilidade ao desporto, mas que a NFL prefere esconder a combater frontal e severamente, comprometendo a integridade do jogo.

No país em que o escândalo Armstrong teve repercussões avassaladoras, e quando a criminalização do doping avança em várias partes do globo, este é um mau exemplo, que deve ser denunciado até que a NFL se emende.

Texto revisto por: Mariana Coelho

Foto de Capa: New England Patriots

Comentários