Anterior1 de 3Próximo

Terminada a primeira ronda deste campeonato do mundo, é altura de fazer um balanço do que aconteceu nestes primeiros dias de competição no Crucible.

Apesar das condicionantes do sorteio evitarem que os jogadores teoricamente favoritos (membros do Top-16 do ranking mundial) se defrontassem entre si nesta primeira ronda, isso não foi suficiente para evitar que se assistisse à queda de alguns pesos pesados logo a abrir este mundial.

Nos 16 jogos disputados nesta primeira ronda, “apenas” dez tiveram como vencedor o jogador oriundo do Top-16 mundial. Nos outros seis encontros foram os jogadores vindos das eliminatórias de qualificação que levaram a melhor.

Como tinha sido referido no texto de antevisão a este mundial, o sorteio não tinha sido simpático para os dois grandes favoritos à vitória final desta competição. Mark Selby tinha pela frente Joe Perry e Ronnie O’Sullivan defrontava Stephen Maguire, provavelmente os dois jogadores mais fortes vindos das qualificações.

Estes dois duelos ocorreram logo nos primeiros dias de competição e abriram de forma surpreendente. Tanto Mark Selby como Ronnie O’Sullivan viram os seus adversários vencerem os primeiros quatro frames, sem conseguirem dar resposta. Apesar de uma reação na fase final da primeira sessão, O’Sullivan saiu para o intervalo do encontro a perder por 6-3 e Selby ia sendo derrotado por 7-2. Não era apenas o resultado que era mau, também os níveis exibicionais estavam muito aquém do exigido a um jogador que tem aspirações a vencer o campeonato do mundo.

O Rocket apareceu com outra energia para a segunda sessão e encostou Maguire às cordas. Venceu os três primeiros frames dessa sessão e colocou o encontro em 6-6. Sthephen Maguire ainda esboçou uma reação ao vencer o 13.º frame, mas Ronnie arrumou com o encontro ao vencer mais quatro frames consecutivos. Resultado final: 10-6 para Ronnie O’Sullivan. Não foi apenas o aumento do nível exibicional de O’Sullivan que decidiu a partida, mas também o nervosismo demonstrado por Stephen Maguire. Depois de uma entrada forte do Rocket na segunda sessão, o escocês parece ter acusado demasiado a pressão. Apesar da reação e de uma melhoria clara na segunda sessão, ficou a sensação de que Ronnie O’Sullivan terá de fazer bem melhor se quiser levar para casa o sexto campeonato do mundo da sua carreira.

Depois de ser dominado na primeira sessão, o Rocket conseguiu responder e vencer o encontro
Fonte: World Snooker
Anterior1 de 3Próximo

Comentários