Anterior1 de 3Próximo

Cabeçalho modalidadesTerminou este fim-de-semana o UK Championship, uma das provas mais importantes do circuito mundial, que já se encontrava a ser disputada há duas semanas em York (Inglaterra).

Numa reedição da final do Champion of Champions disputado cerca de um mês antes na Ricoh Arena, em Coventry (Inglaterra), Shaun Murphy e Ronnie O’Sullivan voltaram a superiorizar-se à concorrência ao longo de todo o torneio e a marcar encontro para a final disputada este Domingo.

A prova começou com algo que tem sido habitual nas mais recentes competições, uma eliminação precoce de Ding Junhui. O chinês continua a não conseguir dar a volta ao seu momento menos bom e voltou a ser eliminado logo na 1ª Ronda. Desta feita, Ding Junhui caiu aos pés de Leo Fernandez, 130º do Ranking, que bateu o número três do ranking mundial por 6-5.

Na segunda ronda, o destaque foi para a derrotda do bi-campeão mundial Mark Selby frente a Scott Donaldson (66º), por 6-3. A terceira ronda revelou-se um momento amargo para alguns dos principais candidatos. Judd Trump, segundo da hierarquia mundial, caiu aos pés de Graeme Dott, sendo derrotado por 6-2. Marco Fu, sétimo do ranking, e Neil Robertson, décimo, foram eliminados por Lyu Haotian e Mark Joyce, respectivamente.

No entanto, o grande foco estaria na estrondosa eliminação de Barry Hawkins, oitavo do ranking mundial, que acabou esmagado por Akani Songsermsawad, um jovem tailandês de apenas 22 anos, 84º do ranking à entrada para este torneio, que levaria a melhor com uma vitória inequívoca por 6-0.

Não ficando satisfeito com esta grande vitória, Akani entrou na quarta ronda com um objectivo muito claro: fazer tremer Ronnie O’Sullivan. E a realidade é que o Rocket teve muitas dificuldades para ultrapassar o tailandês, vencendo o jogo apenas na negra (6-5).

Nos Quartos-Final não se registaram surpresas. Ryan Day bateu Mark Joyce por 6-5. Shaun Murphy venceu Mark King por 6-1, Stephen Maguire conquistou uma vitória por 3-1 frente a Joe Perry e Ronnie O’Sullivan derrotou Martin Gould por 6-3 Nas Meias-Finais voltaram a evidenciar-se os favoritos à vitória: 6-3 favorável a Shaun Murphy no embate com Ryan Day e vitória de Ronnie por 6-4 frente a Stephen Maguire.

Desta forma, um mês depois da final do Champion of Champions, Ronnie O’Sullivan tinha a possibilidade de se vingar de Shaun Murphy, que nesse encontro o bateu por 10-8.

Shaun Murphy voltou a estar presente em mais uma final Fonte: World Snooker
Shaun Murphy voltou a estar presente em mais uma final
Fonte: World Snooker

A final disputada em York tinha reservado um final diferente daquele que havia acontecido um mês antes, sendo em encontro que desde cedo se revelou tenso e equilibrado, tendo estado inclusivamente empatado 5-5. No entanto quando a partida parecia estar dividida, o Rocket acelerou e lançou-se para o 3.º troféu da época, depois do Open de Inglaterra e do Shangai Masters, vencendo o encontro por 10-5.

Com esta vitória, o Rocket somou o 31.º título da sua carreira em provas pontuáveis para o ranking, aproximando-se do record de 36 títulos conquistados por Stephen Hendry (já retirado) e igualou ainda o seu compatriota Steve Davis como recordistas em vitórias no UK Championship, com seis troféus conquistados.

Já durante esta semana, decorre em Glasgow, na Emirates Arena, o Open da Escócia, a próxima prova do ranking e do calendário da época 2017/18 da World Snooker, que tem final marcada para Domingo, dia 17.

Anterior1 de 3Próximo

Comentários