ATP Viena 500 | Um recital russo

    - Advertisement -

    modalidades cabeçalho

    Daniil Medvedev é o novo campeão do torneio principal da modalidade na Áustria. O tenista russo venceu na final o canadiano Denis Shapovalov. Na terra de Mozart, as principais surpresas foram Grigor Dimitrov, Borna Coric e o finalista vencido Shapovalov. No lado negativo, as maiores desilusões foram Stefanos Tsitsipas, Andrey Rublev e Cameron Norrie.

    DANIIL MEDVEDEV | UM PERCURSO IMPLACÁVEL ATÉ À FINAL

    O tenista russo não teve qualquer problema em vencer os jogos ao longo do torneio. Ao contrário do caminho de Shapovalov até à final, o caminho do atual número três do mundo foi mais complicado.

    O primeiro adversário foi Nikoloz Basilashvili. O tenista georgino está a passar por uma das piores formas da carreira e com a eliminação na primeira ronda do torneio austriaco, saiu do top 100 do ranking mundial. Frente a Medvedev, o georgino perdeu em pouco mais de duas horas e não venceu qualquer set.

    O próximo adversário foi Dominic Thiem, o maior tenista austriaco de todos os tempos. Apesar de ter esse estatuto, os últimos dois anos de Thiem não estão a ser fáceis. Com a chegada à segunda ronda da prova da casa, o vencedor do US Open de 2019 voltou ao top 100 do ranking mundial. Mas não mostrou estar ao nível que o levou ao topo do ténis. Frente ao russo, Thiem perdeu após 1h39m de jogo com um duplo 6-3. O tenista austriaco anunciou que só volta a jogar em 2023.

    O prodígio italiano Jannik Sinner voltou a defrontar o russo. No frente-a-frente entre os dois tenistas, Medvedev venceu sempre e continuou a sequência com a vitória nos quartos-de-final com um 6-4 e 6-2.

    Nas meias-finais, o adversário foi o “Baby Federer”, Grigor Dimitrov. O tenista bulgaro estava a realizar uma grande prova, depois de eliminar o terceiro cabeça-de-série Andrey Rublev. Todavia, o atual número três do mundo venceu em menos de 1h30m com um 6-4 e 6-2 para chegar a mais uma final das provas ATP.

    DENIS SHAPOVALOV | A CONFIRMAÇÃO DO REGRESSO À BOA FORMA

    O tenista canadiano voltou aos bons jogos. O atual número 16 do ranking da modalidade estava a passar por uma boa fase antes de ter perdido na segunda ronda do Torneio de Estocolmo, mas voltou a mais uma final em 2022 com a principal prova austríaca.

    O primeiro adversário do tenista canadiano foi um jogador da casa, Jurij Rodionov. O tenista austriaco, de 23 anos, recebeu um wildcard para participar na quadra principal, mas não passou da primeira ronda. Shapovalov venceu a partida com um 6-4 e 6-2 após quase 1h30m de partida.

    Na segunda ronda, o adversário foi Taylor Fritz. O tenista norte-americano, de 24 anos, está no top 10 do ranking mundial, mas não confirmou o estatuto na prova austríaca. Apesar da vitória do canadiano, o duelo foi muito complicado (6-1; 4-6; 6-3).

    No terceiro jogo da prova do canadiano, Shapovalov enfrentou Daniel Evans. O tenista britânico ainda tentou derrotar o atual número 16 do mundo, mas nem quebrou qualquer jogo de serviço ao canadiano (6-3 e 6-3).

    Nas meias-finais, o adversário foi o croata Borna Coric. O atual número 26 do mundo estava a realizar uma boa prova após ter derrotado Stefanos Tsitsipas e Hubert Hurkacz, mas voltou a encontrar o “Tendão de Aquiles” no ATP de Tóquio, Denis Shapovalov. No jogo, o canadiano venceu no tie-break no primeiro set e acabou por vencer no segundo set sem dar qualquer vitória ao croata (7-6 [4] e 6-0).

    - Advertisement -
    spot_img

    Subscreve!

    Artigos Populares

    Quinta dos Lombos 0-3 SL Benfica: E é dos encarnados, ao sabor do samba!

    A CRÓNICA: SIMPLICIDADE NOS PROCESSOS SAGRA SL BENFICA COMO...

    Além de Porro, há mais um defesa a chegar ao Tottenham

    É defesa central e vem da Bundesliga. Depois de...

    Fora do Ringue #15 – WWE Royal Rumble 2023

    NOVO PODCAST "FORA DO RINGUE" SOBREA ATUALIDADE DA WWE...

    Há chicotada psicológica na Segunda Liga

    A saída foi oficializada há instantes. Filipe Rocha e...

    PSV tem tudo acertado com Hazard

    Depois de Fábio Silva, a formação neerlandesa quer continuar...
    Filipe Torres
    Filipe Torreshttp://www.bolanarede.pt
    O Filipe saiu da Ilha de São Miguel, nos Açores, para tirar a Licenciatura de Jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social. Desde criança que é adepto de Futebol, tendo já sido árbitro. Para além do "desporto-rei", o Filipe também é apaixonado por Basquetebol e não falha no acompanhamento de Wrestling.
    Bola na Rede