Anterior1 de 3Próximo

Portugal entrava para o segundo dia do embate frente à Bielorrússia com a eliminatória empatada. No primeiro dia de competição, João Sousa ainda apanhou um susto mas acabou por se superiorizar a Ilya Ivashka pelos parciais de 4-6, 6-1 e 6-2. Logo de seguida, João Domingues foi derrotado por Egor Gerasimov em apenas dois sets (2-6 e 6-3). Desta forma, o encontro de pares assumia particular importância para o desfecho final da eliminatória.

SOUSAS DERAM PASSO IMPORTANTE RUMO À VITÓRIA

João Sousa e Pedro Sousa foram os escolhidos de Rui Machado, selecionador nacional, para jogarem o encontro de pares frente a Ilya Ivashka e Andrei Vasilevski. Os jogadores lusos não podiam começar de melhor maneira e logo no primeiro jogo do encontro conseguiram fazer o break. Logo no jogo seguinte, e apesar de os bielorrussos até terem tido break points, a dupla portuguesa conseguiu fechar o seu jogo de serviço e adiantar-se para 2-0. O primeiro set foi-se desenrolando e, apesar da dupla portuguesa ter passado alguns momentos mais complicados, acabou sempre por ser melhor nos momentos decisivos. Os Sousa´s acabariam por vencer a primeira partida por 6-3.

No segundo set, a dupla bielorrussa entrou mais concentrada e foi mais competitiva. Desta forma, não houve qualquer quebra de serviço durante toda a segunda partida. Os serviços impuseram a sua lei e foi com alguma naturalidade que chegámos a um tie-break. Por essa altura, Portugal encontrou-se quase sempre em desvantagem. João Sousa e Pedro Sousa foram mesmo obrigados a salvar dois set points quando o marcador se encontrava em 4-6. Contudo, a maior qualidade e competência do por português voltou a fazer a diferença nos momentos decisivos. Os Sousa´s somaram quatro pontos consecutivos e colocavam Portugal a liderar a eliminatória por 2-1. A escolha de Rui Machado foi acertada e poderia vir a revelar-se decisiva para o desfecho da eliminatória.

João Sousa e Pedro Sousa triunfaram no encontro de pares e deram um passo importante na eliminatória frente à Bielorrússia. Fonte: Federação Portuguesa de Ténis.
Fonte: Federação Portuguesa de Ténis
Anterior1 de 3Próximo

Comentários