cab Voleibol

A frieza dos números diz quase tudo! 3-0, pouco mais de uma hora e 25-10 a fechar no último parcial.

Este era o jogo do tudo ou nada para o Sesimbra! Em casa e encostado as cordas pela pontuação tinham que ganhar. Nós, com a consciência que era uma deslocação duríssima, fomos sabendo que jogando bem e com a nossa atitude tudo era possível.

O jogo começou algo nervoso e o Sesimbra entrou melhor estando a ganhar por 2/3 pontos até aos 10 no primeiro set. Sabíamos que tínhamos que “acalmar” o jogo mantendo o nosso ritmo e o Sesimbra, naturalmente, quebraria. Desde que passámos para a frente aos 10-6 controlámos sempre o set e chegamos a 22-18. Algumas decisões mais precipitadas e a ansia de fechar tornaram o set mais emocionante dando a ideia de um equilíbrio que não existiu. Nessa troca de vantagens fomos mais lúcidos e fechámos por 24-26

No segundo set entrámos a perder 0-6! Tempo técnico e mais uma vez relembrar o que devíamos fazer e que não podemos dar espaço a nenhuma equipa na Série dos Primeiros. Encostamos no marcador, passamos para a frente e acabamos o set a ganhar com vantagem, 21-25.

Anúncio Publicitário

O 3º parcial é simplesmente o “baixar de braços” do Sesimbra aliado ao nosso nunca “levantar o pé”, “rodar”, etc.

25-10! 3-0 Onde nem o líder tinha conseguido.

carnide

O Carnide foi uma equipa unida, muito séria na abordagem ao jogo mas, acima de tudo, muito confiante em si própria e no que pode fazer.

Aliado a isso a surpresa da jornada foi a derrota do Lousã VC em casa com o GCP.

Num grupo tão equilibrado estas coisas acontecem sempre que o favorito se “distrai”.

Com estes resultados o Carnide irá com 1 ponto de vantagem para o CC-LVC da última jornada desta 1ª volta.

Será um embate duríssimo mas onde uma vitória do CC pode significar um passo de gigante na obtenção de um dos dois primeiros lugares do grupo.

Realçar mais uma vez o espirito, garra e atitude destas atletas que souberam estar antes e durante o jogo!

Seriedade foi a palavra-chave!

Venha o LVC!

O “Bairro” estará cheio para apoiar o Carnide porque nada fará parar estas Atletas e os seus objectivos.

1
2
Artigo anteriorFK Zenit 1-2 SL Benfica: enorme Benfica regressa aos ‘quartos’
Próximo artigoCarta aberta a: Iker Casillas
Natural de Lisboa, 29 anos, o Luís jogou voleibol dos 8 anos aos 20 e começou a dar treino aos 17, passando pelos vários escalões de formação e séniores. É treinador nível III da Federação Portuguesa Voleibol e Campeão Nacional (A2) com a equipa sénior feminina do Clube Voleibol Oeiras 2008/09, Vencedor da Taça Nacional 2014/15 pelo FCA (séniores Femininos) e Campeão Regional Séniores Femininos pelo Carnide Clube 2015/16. Atualmente, é treinador da equipa sénior feminina do Carnide Clube.                                                                                                                                                 O Luís não escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.