Os 5 jogadores dos rivais que faziam falta ao SL Benfica

    Benfica

    Neste artigo de opinião, selecionamos uma lista de cinco jogadores de rivais que seriam uma opção viável para o SL Benfica.

    Lê aqui também esta rubrica relativa ao FC Porto e ao Sporting CP.

    5.

    Nuno Santos – Adaptado a lateral-esquerdo, ou ala, por Rúben Amorim, o jogador do Sporting CP com passagem na formação do SL Benfica podia resolver as dúvidas em relação à utilização de Mihailo Ristić ou David Jurásek, sendo que o próprio Roger Schmidt mostra-se indeciso em relação a qual utilizar.

    O extremo português adaptado a lateral possui características extremamente ofensivas, bem como a capacidade de desbloquear um jogo, sendo bastante irreverente e criativo. O atleta também é abençoado com uma boa veia goleadora, que o vê a marcar grandes golos com regularidade.

    4.

    João Mário – Como reforço para o lado direito da defesa encarnada encontramos João Mário. Schmidt tem neste momento João Victor como lateral direito substituto de Bah e já provou que não é completo adepto das características que o brasileiro exerce a jogar encostado à linha, mas, ao que tudo indica, Rui Costa não vai ao mercado por outro lateral.

    Com apenas 23 anos de idade, o jogador formado no FC Porto, já aprendeu bastante com Sérgio Conceição, que o foi moldando à sua vontade. João Mário é um lateral capaz de servir constantemente os seus colegas com passes de belo efeito, somando bastantes assistências

    3.

    Diogo Costa – Dispensa apresentações ou explicações, simplesmente é superior a Odysseas Vlachodimos em todos os requisitos. Seja dentro dos postes, reflexos, saídas a cruzamentos ou a jogar com os pés, Diogo Costa ultrapassa bastante a qualidade do guarda-redes grego das águias.

    Recentemente, os encarnados apresentaram Anatoliy Trubin, guarda-redes ucraniano que estava ao serviço do Shakhtar Donetsk como concorrente de Odysseas, que pode ver a sua vaga de titular desparecer. Ainda assim, Diogo Costa seria uma adição de grande qualidade ao plantel encarnado.

    2.

    Mehdi Taremi – Taremi só está tão alto nesta lista devido à transferência de Gonçalo Ramos. Apesar da compra de Arthur Cabral, para colmatar a saída do português para o Paris Saint-Germain, um avançado com as qualidades do iraniano encaixava como uma luva no sistema tático de Roger Schmidt.

    Por vezes mais um número 10 que um ponta-de-lança por definição, a capacidade de recuo e construção de jogo de Taremi é eximia, bem como o trabalho que produz para a sua equipa, tal como Ramos é muito mais que um simples avançado.

    1.

    Víktor Gyokeres – A lista termina com uma das contratações mais empolgantes deste defeso de verão, Víktor Gyokeres. Tal como Taremi, se existisse Gonçalo Ramos não havia necessidade de toda esta preocupação por um avançado, mas mesmo assim, a qualidade do sueco é uma das belas surpresas que o mercado de transferência trouxe à Liga Portugal Betclic.

    Ficará registado como a compra mais cara da história do Sporting CP, logo a pressão sobre o jogador pode ser imensa, mas ele não a acusou até ao momento. Em todas as partidas que alinhou pelos leões, mostrou-se um monstro físico capaz dos mais requintados pormenores técnicos dignos de um número 9. Tem a capacidade de jogar de costas para a baliza e sair a demarcar-se com um passe de calcanhar ou de voar dentro da grande área e fazer dos defesas centrais brinquedos, rematando de cabeça de forma indefensável. Um avançado completo.

    - Advertisement -

    Subscreve!

    Artigos Populares