Anterior1 de 6Próximo

Vem aí a Supertaça Cândido de Oliveira. Está na hora de ver a primeira equipa portuguesa a ganhar um título na época 2019/2020.

Começam os corações a bater forte, a ansiedade a pairar no ar, os cachecóis a serem colocados e as bandeiras erguidas na imensidão do ambiente que é um SL Benfica vs. Sporting CP.

As especulações sobre os onzes, as conversas de café e os prognósticos daqueles que acreditam serem donos da razão, fruto do amor que tem pelas suas equipas e pelo acreditar que no fim serão os seus emblemas a festejar, começam a surgir.

Foi notícia que o SL Benfica não sai vencedor de um jogo contra o Sporting CP, para a Supertaça, há tantos anos que mais parece que o mesmo nunca aconteceu.

Que importância têm esses factos se os protagonistas não são os mesmos?

De que interessa aos jogadores encarnados o que foi feito no passado, sabendo que só eles podem mudar o futuro?

Acreditem caros leitores que escrevo este texto já com o coração na boca, tremo das mãos mais do que é normal, pois são estes jogos que são anos mais tarde, recordados pelos adeptos.

E por falar em jogos passados, recordo-me de vários, de vitórias, empates e derrotas.

Sim, de derrotas também pois o futebol não é feito apenas de momentos bons.

Hoje irei falar de alguns protagonistas encarnados nestes derbies escaldantes. Poderão vocês, caros leitores, pensar que irei escrever sobre aqueles que ficaram na longa história, mas não. Vou focar-me sobre aqueles que foram recentemente protagonistas.

Anterior1 de 6Próximo

Comentários