2.

André Silva – Após se afirmar na equipa principal do FC Porto e perante o incumprimento do fair-play financeiro por parte do clube azul e branco, André Silva seria vendido ao AC Milan por 40 milhões de euros, numa época em que os italianos fizeram um forte investimento de modo a reentrar na luta pelo título.

Porém, o clube rossonero também atravessa uma grave crise de identidade já há alguns anos, voltando a ter uma época cheia de sobressaltos, com uma mudança de treinador pelo meio. André Silva nunca foi aposta regular, nem com Montella, nem com Gattuso, acabando por ser dispensado no ano seguinte.

Tanto no Sevilla FC, como no Eintracht Frankfurt, André Silva tem tido prestações muito inconsistentes, tardando em afirmar-se como o 9 que faltava ao futebol português há muito tempo.