Cabeçalho Seleção NacionalO dia 23 de julho de 2017 vai ficar para sempre marcado na história do futebol feminino português. A primeira vitória em provas internacionais é sempre um fator relevante e a prova de que estamos a evoluir. Num grupo com duas das melhores seleções europeias, cumprimos a nossa obrigação, ganhar à equipa teoricamente mais acessível, mesmo tendo um ranking superior ao nosso.

Portugal até entrou bem no jogo, mas na altura em que inaugurou o marcador era a Escócia que estava por cima, tendo inclusive dois bons lances de golo. Aos 27 minutos Diana Silva leva a bola e cruza à entrada da área, Barsley, central escocesa, falha e Carolina Mendes com calma e só com a guarda redes pela frente faz o golo. O primeiro na história de Portugal.

Depois do golo Portugal passou para o comando do jogo, não deixando a Escócia fazer o seu jogo. Foram competentes e criaram alguns bons lances, apesar da finalização não ter sido a melhor. A entrada de Erin Cuthbert aos 64 minutos veio mudar um pouco o jogo, ameaçando a escocesa aos 66 e concretizando aos 68, após boa jogada com Weir.

As portuguesas não se foram abaixo e podiam marcar aos 70 minutos, por Carolina Mendes. A heroína do primeiro golo foi substituída depois deste lance (mas não como consequência de não ter marcado), entrando para o seu lugar Ana Leite, uma substituição de mestre de Francisco Neto.

O momento em que Carolina Mendes faz o primeiro golo Fonte: Euro 2017
O momento em que Carolina Mendes faz o primeiro golo
Fonte: Euro 2017

Praticamente um minuto depois de entrar a reforço do Sporting CP para a próxima temporada devolveu a liderança a Portugal. O lance começa com um pontapé de baliza de Patrícia Morais, toque de cabeça de Amanda que faz com que Ana Leite ‘só’ tenha de correr e bater a guardiã escocesa, isto depois de Ana Leite ter batido a central escocesa que falhou no primeiro golo.

Anúncio Publicitário

Até ao final Portugal continuou por cima do jogo e criou até mais perigo que a Escócia. No entanto o lance de maior perigo foi para as escocesas quando aos 85 minutos Caroline Weir mandou uma bola à barra.

Vitória histórica de Portugal que garantiu assim os seus primeiros três pontos – e sejamos sinceros, provavelmente os únicos – que fazem ainda sonhar com o apuramento. Pela frente está a Inglaterra, que marcou 8 golos e não sofreu nenhum. Por incrível que pareça, os dois golos marcados hoje tornam a seleção portuguesa a segunda equipa com mais golos no europeu, em igualdade com outras seleções e apenas superadas pela próxima adversária. Destaque, ainda, para Diana Silva, que mesmo não tendo marcado foi uma verdadeira quebra-cabeças para a seleção escocesa.

Foto de Capa: Euro 2017