SITE TEMPORÁRIO

19 de Janeiro, 2022

5 motivos pelos quais o FC Porto não deveria contratar em Portugal

1.

Fonte: Diogo Cardoso / Bola na Rede

O fosso que separa os grandes dos “outros” – Por fim, o fator mais relevante. Em Portugal, existem duas categorias no campeonato: os grandes e os “outros”. Gostemos ou não, a realidade é esta. Outro facto é que o fosso que separa estas duas subdivisões tem vindo a se acentuar cada vez mais: os “grandes” cada vez maiores, os “pequenos” cada vez menos capazes de fazer frente aos mais poderosos.

Deste modo, reforçar o plantel nos clubes pequenos é, na minha opinião, seguir a tendência destes mesmos clubes: a de construir plantéis cada vez menos competitivos.

Aposte-se na formação, que se procure em mercados mais periféricos (leste da Europa, América do Sul, México); já disse e repito: encontrar jogadores de equipa grande em Portugal é cada vez mais difícil, portanto não vale a pena tentar encontra-los por tentativa e erro.

Artigo revisto por Joana Mendes