fc porto cabeçalho
Os desejados reforços acabaram por chegar: Paulinho e Waris já se encontram à disposição de Sérgio Conceição. Como já referi em artigos anteriores, sou defensor de plantéis curtos (20 jogadores de campo), principalmente quando existe uma equipa B de qualidade e competitiva como a que tem o FC Porto. Isto não implica que, no mercado de janeiro, não se possa fazer algum ajuste em virtude de lesões ou do calendário ainda existente até ao final da época.

Com as sucessivas lesões de Otávio, o meio-campo ofensivo precisava de um reforço. A solução encontrada foi, na minha opinião, excelente. Paulinho é um jogador que conheço particularmente bem, acompanho a sua carreira desde os tempos do SC Beira-Mar. É um grande talento que pode ser muito importante no que resta desta época e nas épocas seguintes. Paulinho é um médio criativo que pode jogar como “10” ou partindo de uma ala. Tecnicamente muito evoluído, muito forte no último passe, tem uma excelente capacidade de finalização. Acredito que, dentro de pouco tempo, Paulinho vai ser uma das figuras da Liga Portuguesa.

Paulinho vai brilhar no Dragão Fonte: FC Porto
Paulinho vai brilhar no Dragão
Fonte: FC Porto

Com o 4-4-2 estabilizado, Sérgio Conceição quis aumentar as opções no setor ofensivo para conseguir manter a intensidade com que o FC Porto atua. A velocidade e a intensidade têm sido as grandes armas dos azuis e brancos. Jogando com dois avançados, as opções eram um pouco escassas. A solução encontrada foi o empréstimo com opção de compra de Waris.

O internacional ganês foi o melhor marcador do campeonato sueco em 2012, com apenas 21 anos, ao serviço do BK Hacken (23 golos em 29 jogos) e, na Liga Francesa, representando o Valenciennes FC e o FC Lorient, apresentou uma interessante marca de 31 golos em 87 partidas. Para além da Suécia, já experimentou as Ligas Russa (FC Spartak Moscovo, entre 2012 e 2014) e Turca (Trabzonspor K, em 2014 e 2015). Marcou ainda presença no Mundial do Brasil, em 2014, competição na qual defrontou Portugal. Um jogador explosivo, bom finalizador, que pode ser muito útil no modelo de jogo de Sérgio Conceição.

Outro dado interessante é que os dois jogadores chegam ao Dragão por empréstimo com opção de compra, o que significa que, possivelmente, o investimento já será feito no próximo exercício (2018/19). Este dado é mais uma demonstração da boa gestão que tem sido feita esta época.

Anúncio Publicitário

Até 31 de janeiro ainda é possível alguma movimentação no mercado, e talvez possa até chegar mais um reforço. Mas com este plantel acredito que esta possa ser uma época de muitas conquistas.

Foto de Capa: FC Porto

Artigo revisto por: Vanda Madeira Pinto

Comentários

Artigo anteriorPalavras de guarda-redes
Próximo artigoQuem é mesmo o número um?
É um eterno apaixonado por desporto, tem no futebol a sua maior paixão. Desde muito jovem que se dedica ao estudo e à análise de todas as vertentes futebolísticas. Foi treinador no futebol de formação, e atualmente colabora na área do “scouting". Apaixonado pelo jornalismo desportivo, é adepto do FC Porto e no futebol internacional tem simpatia pelo Barcelona.                                                                                                                                                 O Luís escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.