Anterior1 de 6

Seis jogos, seis vitórias azuis – é o recorde de confrontos entre gilistas e portistas na Taça de Portugal, histórico que os comandados de Sérgio Conceição quererão manter a todo o custo. O treinador, a contas com uma gripe, é um dos indisponíveis para o jogo desta sexta-feira (20h45), juntando-se a Nanú, Romário Baró e João Mário, infetados com COVID, e Marcano mais Mbaye, ainda limitados fisicamente ao trabalho de ginásio.

A HISTÓRIA DÁ O FC PORTO COMO FAVORITO, MAS OS GILISTAS PODEM APROVEITAR AS AUSÊNCIAS DOS CAMPEÕES NACIONAIS. CONSEGUIRÁ O GIL VICENTE FC “FAZER TAÇA”? APOSTA COM A BET.PT!

Depois de GD Fabril, CD Tondela e CD Nacional, o FC Porto enfrenta uma equipa em dificuldades na I Liga e que já sofreu chicotada psicológica, com a troca de Rui Almeida por Ricardo Soares. O novo técnico tem conseguido imprimir as suas ideias positivas na equipa, apesar dos resultados não serem animadores: a única vitória em 2021 foi precisamente na prova-rainha, frente ao Académico de Viseu FC, depois de já terem sido ultrapassados ARC Oleiros e União Desportiva de Leiria. As expectativas para a receção aos campeões nacionais são muitas, há vontade de ser o ‘Tomba-gigantes’ desta edição e revitalizar o balneário para o que resta da temporada, difícil até ao momento à conta das fragilidades que impedem a concretização do objetivo primordial – a manutenção. Ultrapassando este obstáculo, Sporting Clube de Braga e CD Santa Clara seriam sempre mais acessíveis para alcançar o sonho do Jamor.

Mas há que contrariar o peso da estatística e levar de vencida uma equipa que ainda não sabe o que é perder pontos em 2021. Os azuis e brancos estão bem, apresentam-se ao seu melhor nível e uma derrota no Cidade de Barcelos seria sempre encarada como hecatombe, situação inédita na Taça – aos jogos que se enunciarão de seguida, há ainda o confronto de 1977-78, quando José Maria Pedroto derrotou (3-0) o Gil nas Antas a caminho da final, jogada em Alvalade e perdida para o… Sporting CP.

Anúncio Publicitário
Anterior1 de 6