O Mar Azul (expressão oportunamente criada na época passada por Sérgio Conceição) foi fortemente caracterizado por ser uma falange de apoio incansável ao FC Porto durante a sua caminhada até aos Aliados. Contudo, nova época, nova maré; será que o tsunami gerado pelo desejo da reconquista do título de campeão nacional foi um fator extraordinário que não se repetirá? Ou o 28º campeonato nacional serviu única e exclusivamente como combustível para alimentar a euforia da nação portista?

No Estádio do Dragão:

Bom, comecemos pelos eventos que certamente estarão ainda frescos nas memórias dos portistas; comecemos pela época atual, portanto. Decorridas as 12 primeiras jornadas do campeonato, é possível extrair algo dos números das assistências e, de um modo geral, efetuar uma comparação relativamente à época de estreia deste Mar. Olhemos, então, para esses números:

Fonte: Bola na Rede

Primeiramente, ressaltar que diversos fatores contribuíram para tais resultados, como o dia de semana em que o jogo se realizou, o momento da equipa, o acesso a bilhetes, etc; contudo, de forma a realizar uma análise mais objetiva, ignoremos os aspetos referidos anteriormente. Portanto, vamos aos números: algo que nos salta à vista é a pouca oscilação verificada entre ambas as épocas. A margem de variação de público nos jogos em casa do FC Porto é mínima; para tal ilação, basta comparar as médias das duas temporadas em análise: na presente temporada, a média de assistências no Dragão localiza-se nos 43.473 adeptos por jogo, levando, assim, vantagem sobre os 42.057 da época passada. Para complementar, note-se que em apenas em um jogo da presente temporada não foi ultrapassada a barreira dos 40 mil, situação que pode ser considerada atípica, se olharmos para os números de épocas anteriores às de Conceição.

Anúncio Publicitário

⦁ Nos jogos fora de portas:

Analisados que estão os jogos no Dragão, viremos a página. Foquemos atenções nas deslocações do FC Porto nesta época, em comparação com as da época anterior.

Fonte: Bola na Rede

No que toca às deslocações do FC Porto esta época, a assistência de todas elas encontra-se acima dos 10.000 (exceto o jogo frente ao Marítimo), porém há que salientar o seguinte: se compararmos os números de 2018/19 com os da época anterior, concluiremos que o FC Porto conseguiu levar mais adeptos ao estádio na época de estreia do Mar Azul (tal apenas não aconteceu no jogo frente ao Vitória FC). Por isso, a média de adeptos que acompanharam o FC Porto de norte a sul do país deveria ser superior na época 2017/18, certo? Mas não, não é. Muito por conta do número extremamente baixo de pessoas que viram no estádio o Vitória FC 0-5 FC Porto, a média de assistências fora de casa de 2017/18 é ultrapassada pela da época atual (21.163 e 21.254, respetivamente)

Veredito:

Após esta análise, é clara a resposta à pergunta do título: não, o Mar Azul não está em maré baixa. Pelo contrário, aliás: os números mostram que a adesão aos jogos do FC Porto têm sido ainda levemente superiores aos verificados na época passada. Portanto, o meu veredito é este: não será por falta de apoio que o FC Porto não conseguirá repetir os feitos da época anterior.

Foto de Capa: FC Porto

artigo revisto por: Ana Ferreira

Comentários