Com Soares em campo, o FC Porto perde um pouco ao nível da qualidade global do seu jogo (é incomparavelmente superior, por exemplo, o talento de Diogo Jota e a sua capacidade de progredir em velocidade com bola), mas ganha ao nível da finalização por ter um jogador competente nesse domínio. Adicionalmente, o trabalho de André Silva sem bola passa a ser também mais eficaz, na medida em que este sempre se desgastou de forma hercúlea a abrir espaços nas defesas adversárias mas depois, frequentemente, já não apresentava o discernimento necessário para conseguir finalizar com qualidade as jogadas que ele próprio ajudava a criar. Agora, o jovem avançado português fica com menos preocupações ao nível da finalização na medida em que Soares, que se envolve claramente menos na manobra ofensiva da equipa, assume a responsabilidade pela conclusão das jogadas.

Fonte: Facebook Oficial de Tiquinho Soares
Fonte: Facebook Oficial de Tiquinho Soares

Acima de tudo, aquilo que não parece justo é realizar discussões do tipo: Soares ou André Silva? O português é mais jovem, é mais competente sem bola, é tecnicamente mais evoluído, tem já 15 golos marcados na Liga NOS 2016/17 (e por vezes este “pormenor” parece ser esquecido) e, como tal, tem provavelmente um futuro brilhante à sua frente. Soares não é ponta de lança de equipa de topo, na medida em que apresenta deficiências técnicas significativas (basta olhar para as maiores equipas da Europa para que se perceba que nenhuma tem pontas de lança com caraterísticas semelhantes às de Soares). Porém, é um futebolista que surgiu no FC Porto num momento e num contexto de jogo específicos e que permitiu à equipa resolver alguns dos problemas que esta vinha a apresentar. Como tal, há que valorizá-lo, ajudá-lo a crescer enquanto futebolista (porque tem ainda muito a aprender) e, em troca, continuar a contar com golos que, sobretudo contra equipas de menor valia, permitam desbloquear alguns jogos.

Foto de Capa: Facebook Oficial de Tiquinho Soares

Artigo revisto por: Diana Martins

 

Anúncio Publicitário