Com o regresso da Liga dos Campões à porta, foi conhecida a lista final de jogadores que o FC Porto enviou para a UEFA para atacar esta fase da competição. As alterações podiam ser apenas três, por isso, os nomes a retirar não seriam difíceis de prever. Sérgio Oliveira e Bazoer abandonaram o clube e, Aboubakar, com lesão de longa duração, foram os nomes óbvios que saíram da lista.

As dúvidas estavam nas escolhas para ocupar estas vagas. Pepe, Wilson Manafá, Mamadou Loum, Kelvin, Soares e Fernando Andrade eram as opções possíveis. Os escolhidos foram Pepe, Fernando Andrade e Soares. Penso que foi a escolha mais sensata e previsível e que garante uma maior segurança a Sérgio Conceição, apesar do meio campo ficar com menos opções.

A saída de Aboubakar tem uma substituição direta por Soares. Depois saíram dois médios e é nesse setor que as soluções são mais escassas mas, quer Pepe, quer Éder Militao podem em recurso fazer essa posição.

É verdade que Mamadou Loum ficou fora dos escolhidos e seria uma opção lógica para substituir Sérgio Oliveira ou Bazoer mas chegou recentemente ao clube e ainda nem fez a sua estreia e a pouca experiência neste patamar de exigência foi certamente decisiva na tomada de decisão.

Wilson Manafá não entrou na lista final para a UEFA
Fonte: FC Porto

Pepe, pela sua experiência e polivalência, era uma escolha previsível. Estamos a falar de um jogador que fez 95 jogos nesta competição e que a conquistou por três vezes. Além da qualidade que acrescenta no centro da defesa portista permite a Sérgio Conceição desviar Éder Militão para o lado direito e, caso seja preciso, pode também fazer a posição “6” sem qualquer problema, onde já foi utilizado quer no Real Madrid CF quer na seleção nacional.

Fernando Andrade foi a escolha em que podem surgir mais “dúvidas”, não pela qualidade do jogador mas pela opção tática do treinador portista. A opção foi ter mais um avançado em detrimento de um médio ou um lateral polivalente. Mas ainda bem que a escolha foi Fernando Andrade, porque a lesão de Marega foi um duro golpe, e se o avançado brasileiro não tivesse sido inscrito, as “dores de cabeça” seriam agora bem maiores. Apesar deste contratempo que foi a lesão de Marega, penso que o FC Porto tem todas as condições para eliminar os italianos da AS Roma.

Deixo então a lista dos inscritos:

Casillas, Vaná, Maxi, Militão, Felipe, Pepe, Telles, Jorge, Óliver, Herrera, Danilo, Otávio, Hernâni, Brahimi, Marega, Corona, Adrián, André Pereira, Soares e Fernando Andrade

Lista B: Diogo Costa, Diogo Leite, Bruno Costa

Foto de Capa: FC Porto

Artigo revisto por: Jorge Neves

Comentários