Anúncio Publicitário

A CRÓNICA: SÃO OS BRAVOS AÇORIANOS NA EUROPA

O Estádio de São Miguel abriu portas pela última vez esta época para o confronto entre o sonho europeu do CD Santa Clara e os aflitivos três pontos do SC Farense. Os Açorianos, que ocupavam o 7.º lugar na tabela classificativa, esperavam que o Vitoria SC deslizasse no seu último jogo para conquistarem o tão desejado 6.º lugar. Já o Farense, tinha as contas mais complicadas e precisava mesmo de conquistar os três pontos. Sem dúvida que o jogo de hoje seria um jogo de muita luta.

A primeira parte da partida começou com um Farense a entrar com pressão alta de forma a obrigar o Santa Clara a baixar as suas linhas e, assim, defender mais. Apesar disso, o jogo manteve-se a meio campo, bem disputado e difícil para ambas as equipas. O Santa Clara andou à procura de controlar mais a bola, para sair na profundidade, mas sem grandes oportunidades para tal. A oportunidade viria aos 32 minutos: Cryzan surpreendeu todos e, no meio de um aparatoso lance, conseguiu fazer o primeiro golo da partida.

Anúncio Publicitário

Após o golo, a intensidade diminuiu e a equipa açoriana mostrou-se mais capaz de controlar melhor a partida e chegar com maior facilidade à baliza do Farense. Tudo parecia calmo quando Morita decidiu surpreender tudo e todos. Começou pela ala esquerda, num lance combinado com Lincoln, que colocou a bola no japonês dos “Bravos” e, com toda a calma do mundo, fez o segundo golo da partida, deixando o banco dos açorianos ao rubro mesmo em cima do intervalo.

A segunda parte parecia manter-se calma durante algum tempo mas, aos 59 minutos, Allano recebeu a bola num passe excelente de Lincoln e, de frente para a baliza, rematou fazendo o terceiro golo da partida. Se pensávamos que acabava por ali, estávamos redondamente enganados. Carlos Jr., o “Homem Golo” da equipa açoriana, através de uma assistência de Cryzan, fez o quarto golo apenas quatro minutos depois do terceiro!

A turma de Daniel Ramos procurou aparecer mais em jogo e ainda tentar chegar ao quinto golo mas, uma vez com o resultado controlado, o principal objetivo foi conseguir assegurar até ao final.

Apito final e o desejo do Farense não se conseguiu cumprir. Por outro lado, o sonho açoriano cumpriu-se hoje e o Santa Clara conseguiu mostrar que os açorianos não são simplesmente açorianos, são bravos açorianos.

 

A FIGURA
Fonte: Diogo Cardoso / Bola na Rede

Lincoln – O camisola dez da equipa açoriana esteve presente em duas assistências dos quatro golos da partida. Foi, sem dúvida, uma peça fundamental para a conquista dos três pontos e um lugar na Europa.

O FORA DE JOGO
Carlos Silva / Bola na Rede

Ryan Gauld – O médio da equipa de Faro esteve longe de corresponder às expectativas, uma vez que o seu rendimento costuma ser alto mas, nesta partida, esteve um pouco apagado.

 

ANÁLISE TÁTICA – CD SANTA CLARA

O Mister Daniel Ramos apresentou-se com o esquema tático 4-3-3. Utilizou uma linha de quatro clássica. O principal objetivo era ter mais posse de bola, controlar o jogo e utilizar o espaço para criar corredores de passagem. Deixando Morita mais à frente, deixa Nené mais solto para conseguir haver maior mobilidade.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Marco Pereira (4)

Rafael Ramos (4)

Mikel Villanueva (5)

Fábio Cardoso (4)

Mansur (4)

Allano (5)

Lincoln (7)

Carlos Jr. (5)

Nené (4)

Cryzan (5)

Hide (7)

SUBS UTILIZADOS

Ukra (3)

Rui Costa (3)

Rúben Oliveira (-)

Lucas Marques (-)

Diogo Salomão (-)

 

ANÁLISE TÁTICA – SC FARENSE

A equipa de Faro apresentou-se com um 4-2-3-1. O principal objetivo era chegar à baliza do adversário primeiro. O Mister Jorge Costa procurou fazer isso por subir as suas linhas e obrigar o Santa Clara a recuar. A posição de Lucca não foi por acaso, pois o seu objetivo era este funcionar como trinco.

11 INICIAL E PONTUAÇÕES

Beto (3)

Tomás Tavares (4)

Eduardo Mancha (4)

Cláudio Falcão (5)

Abner (4)

Lucca (5)

Fabrício Isidoro (4)

Medi Queta (4)

Ryan Gauld (3)

Licá (6)

Pedro Henrique (6)

SUBS UTILIZADOS

Bilel Aoacheria (3)

Bura (3)

Hugo Seco (3)

Alvarinho (-)

 

BnR NA CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

CD SANTA CLARA

BnR: Como reage a esta grande conquista?

Daniel Ramos: É muito gratificante. Soubemos contornar as dificuldades, demos respostas rápidas. Sentimos que era possível, não deitamos a toalha ao chão. Precisávamos das três vitorias nestes últimos jogos que não eram nada fáceis. Somos uma grande equipa com grande capacidade de resposta. Conseguir concretizar o desejo da ilha, da diáspora, dos açorianos espalhados pelo mundo é um feito inédito.

 

SC FARENSE

BnR: Como viu o jogo de hoje?

Jorge Costa: O jogo de hoje mostrou o espelho da época do Farense desde que cheguei. Este foi um jogo onde entramos bem, procuramos jogar bem e chegar à baliza do adversário onde tivemos oportunidade de fazer golo. Pagamos caro pela descida, não somos uma equipa amadora, mas a nossa falta de maturidade na Primeira Liga viu-se ao longo de vários jogos onde perdemos nos últimos minutos e ter outra abordagem nesses jogos ia-nos ajudar.

Anúncio Publicitário

DEIXE UM COMENTÁRIO

Comente!
Por favor introduz o teu nome