«A maior mágoa da minha vida é nunca ter tido uma oportunidade no Sporting» – Entrevista BnR com Fábio Paím

    «Ida para o Chelsea só foi possível por Jorge Mendes ser o meu empresário»

    Bola na Rede: És agenciado desde que idade?

    Fábio Paím: Fui agenciado desde os 15 anos.

    Bola na Rede: Jorge Mendes foi sempre o teu empresário?

    Fábio Paím: Não. O Jorge Mendes chegou depois.

    Bola na Rede: É ele quem te leva para o Chelsea?

    Fábio Paím: Sim. Isso só foi possível por ser ele o meu empresário. Não posso aceitar que seja normal estar no Paços de Ferreira, regressar ao Sporting e estar a treinar à parte e, depois, ir para o Chelsea.

    Bola na Rede: Estavas a treinar à parte?

    Fábio Paím: Eu, o Saleiro, o Tiuí, aquele guarda-redes grande que teve uma confusão com o Paulo Bento no balneário…

    Bola na Rede: O Stojković?

    Fábio Paím: Exatamente.

    Bola na Rede: Então como se deu a mudança para Londres?

    Fábio Paím: Soube pela minha mãe. Acordei e ela disse-me que estava nos jornais. Antes do senhor Jorge falar comigo, soube pelos jornais. Foi tudo muito rápido, tanto para o bom como para o mau.

    Bola na Rede: Jogaste sempre pelas reservas ou ainda te estreaste pela equipa principal?

    Fábio Paím: Treinava sempre com a equipa principal e jogava na segunda equipa. Não sei se as pessoas sabem, mas a segunda equipa não competia em campeonatos. Faziam-se uns jogos com outras equipas, mas funcionava sobretudo para os jogadores da equipa principal que não estavam bem jogarem. Era muito difícil de singrar. Se tinha qualidade para poder jogar? Tinha. Não quer dizer que fosse melhor que o Drogba ou que o Terry, mas treinava com eles e sabia que podia jogar àquele nível.

    Bola na Rede: Foste treinado pelo atual treinador do Leicester, Brendan Rogers. Como era ele?

    Fábio Paím: Grande treinador. Ele via mais além.

    Bola na Rede: Gostaste?

    Fábio Paím: Amei. Ele falava em espanhol e dizia-me “Fábio, eu não quero estar aqui. O meu lugar não é na equipa B. o meu lugar é ali, na equipa principal” e eu pensava “Este gajo é maluco”. Passado um tempo, o homem estava no Liverpool. Fico feliz porque ele trabalhou para isso. É merecido.

    Bola na Rede: E como era a convivência com os craques?

    Fábio Paím: Davam-me conselhos. O Paulo Ferreira, o Deco, o Bosingwa, o Ricardo Carvalho… todos me deram conselhos. A cabeça de um jovem quando não está boa… deu errado.

    Bola na Rede: E o Scolari não te dava na cabeça?

    Fábio Paím: Tínhamos pouca ligação, porque os resultados também não eram os melhores. Foi quando quis pôr o Drogba de fora e foi uma altura muito atribulada. Tinha maior ligação com os portugueses.

    Fonte: FPF

    Bola na Rede: Mas é nesta altura que és chamado aos sub-21 de Portugal.

    Fábio Paím: Estás bem informado… cheguei ao estágio da seleção quatro dias antes do primeiro jogo. Acabei o jogo das reservas pelo Chelsea e viajei logo para Portugal.

    Bola na Rede: Lembras-te quem substituíste quando entraste em campo?

    Fábio Paím: Lembro-me que eu estava com o número 10. Não sei se foi o Ukra ou o Candeias.

    Bola na Rede: Foi o Candeias. Qual foi a sensação de vestir a camisola de Portugal?

    Fábio Paím: Eu estive no Euro 2004 com os craques no Jamor. Fui a todas as seleções. Com 16 anos treinava com o Luís Figo, com o Cristiano. É difícil olhar para trás. Se atualmente ainda continuam a acontecer casos como o meu, com toda a informação que existe, imagina no meu tempo. Sou culpado e vou carregar este fardo para o resto da vida.

    - Advertisement -

    Subscreve!

    Artigos Populares

    Fábio Carvalho com mercado na Serie A

    Fábio Carvalho está atualmente emprestado pelo Liverpool ao Hull...

    Sporting iguala registo de 2005/06 com segunda volta brutal

    O Sporting segue imparável na luta pelo título da...

    Continuidade de Pochettino no Chelsea pode depender de dois aspetos

    Mauricio Pochettino não está com vida fácil na Premier...

    Camavinga revela melhor jogador com quem já jogou e contra

    Eduardo Camavinga deu uma entrevista ao Oh My Goal...
    Miguel Ferreira de Araújo
    Miguel Ferreira de Araújohttp://www.bolanarede.pt
    Um conjunto de felizes acasos, qual John Cusack, proporcionaram-lhe conciliar a Comunicação e o Jornalismo. Junte-se-lhes o Desporto e estão reunidas as condições para este licenciado em Estudos Portugueses e mestre em Ciências da Comunicação ser um profissional realizado.                                                                                                                                                 O Miguel escreve ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.