sporting cp cabeçalho 2

Muitas vezes, as homenagens que são feitas no futebol a quem as merece são tardias. Geralmente, só são feitas quando os ídolos morrem, quando terminam as carreiras ou quando saem para outros clubes.

Como eu não sou fã dessa política e considero que o mérito tem de ser reconhecido sempre que a pessoa o tem, este texto é uma forma, simples, de homenagem a um mago, a um artista. Não custa nada enaltecermos alguém que joga a um nível elevadíssimo durante toda a época. Por isso, João Mário merece uma vénia de todos os sportinguistas esta temporada.

Penso que a primeira vez que o vi jogar foi num Sporting 0 – Inter de Milão 1 da Next Generation Series em 2012. Nessa equipa jogavam outros craques ainda ligados ao Sporting, como por exemplo Iuri Medeiros, Carlos Mané ou Ricardo Esgaio. Os “leões” perderam esse encontro mas João Mário foi, para mim, o jogador em destaque. Depois disso, esteve uma época e meia na equipa B, saindo depois para Setúbal, onde começou a sua explosão. Inclusivamente, esteve nos 30 pré-convocados de Paulo Bento para o Mundial 2014. O jogador, natural do Porto, voltou a Alvalade e está a completar uma segunda temporada fantástica com a camisola verde e branca. O irmão de Wilson Eduardo começou a temporada passada, com Marco Silva, a disputar a titularidade com André Martins, mas, a partir do momento em que se adaptou definitivamente aos métodos do técnico, não mais largou a titularidade, formando um trio enorme com Adrien e William Carvalho. Neste momento, tentar comparar João Mário com André Martins é só ridículo…

João Mário, um dos melhores produtos de sempre da formação leonina Fonte: Sporting CP
João Mário, um dos melhores produtos de sempre da formação leonina
Fonte: Sporting CP

O grande “boom” do médio deu-se esta época. Após um Europeu Sub-21 de grande qualidade, iniciou a temporada a fazer dupla de meio campo com Adrien Silva, devido à lesão de William, e depois passou para a ala direita do terreno, com a suspensão interna de André Carrillo e o regresso de William Carvalho. Algumas pessoas, eu incluído, desconfiaram desta opção do técnico, devido às características do jogador, como por exemplo a sua velocidade. Contudo, João Mário abre o livro imensas vezes por jogo, está a ser um dos melhores jogadores da equipa, do campeonato nacional, e é, na minha opinião, um dos jogadores a ter mais em conta no próximo Campeonato da Europa.

Anúncio Publicitário

A partir da ala direita, é capaz de uma multiplicidade inacreditável de movimentos: combinações ofensivas com o lateral, diagonais em progressão com bola, diagonais para aparecer na área a finalizar, como vimos frente ao Arouca, noutras vezes vem para o centro do terreno, juntando-se a Adrien e William, para a equipa ganhar superioridade numérica nessa zona do campo, entre muitas outras movimentações. O médio leonino é dos melhores do campeonato a ler o jogo e em termos de capacidade técnica, podendo, por isso, jogar também como segundo avançado nas costas de uma referência ofensiva.