Anterior1 de 2Próximo

Está a aproximar-se o dia de um clássico muito importante para o Sporting Clube de Portugal. Uma luta entre dois candidatos ao titulo em que, na minha perspectiva, o adversário se apresenta em vantagem por várias razões.

Uma das razões, e a mais evidente, é a vantagem pontual, que é já significativa, podendo ser gerida, ainda para mais por estarmos a falar de um adversário que não perdeu para as competições internas na presente época, e que, em casa, tem um registo sem derrotas que ultrapassa já os trinta jogos.

Outra razão é a intensidade que o nosso adversário coloca no jogo. Será esta a razão que maior diferença poderá fazer no encontro e no que resta do campeonato, até porque em termos de qualidade de plantel não haverá tanta diferença assim. Ao jogar-se com tanta intensidade, ao ganhar-se a bola mais rápido, ao estar-se sempre mais perto da baliza adversária, uma equipa sente-se mais confiante no seu jogo, com os jogadores mais perto uns dos outros, em constante movimento, e a correr com a bola em vez de ter que correr atrás da mesma, o que psicologicamente cansa muito menos.

Gelson Martins seria o nosso desequilibrador pela velocidade, e o seu substituto natural está lesionado
Fonte: Sporting CP

Ora, como sabemos, a equipa que vamos encontrar no próximo jogo, é intensa, muito eficaz em todas as oportunidades que cria, quase todas em velocidade ou em bolas paradas, no entanto não sabe pautar jogo. É uma equipa, um pouco à imagem de outras equipas treinadas por Jorge Jesus, que joga sempre no limite.  E por sabermos isso, teremos que saber controlar a profundidade do seu jogo, sem faltas muito próximas da nossa área (porque, pelo menos uma das nossas “torres”, talvez esteja de fora). Teremos também que ser muito eficazes nas oportunidades que tivermos (não falhando golos de baliza aberta).

Anúncio Publicitário

Bem sei que tendo nós a dupla mais concretizadora sem poder ir a jogo (pelo menos um confirmado, estando o outro em dúvida), se torna muito difícil marcar golos contra a melhor defesa do campeonato, mas isso deve-se essencialmente pelo que a equipa joga, não deixando que cheguem muitos lances de perigo à baliza, porque os centrais por si só, e com jogo rápido pelo chão, têm mais dificuldades. São também centrais que gostam de ter quem marcar e é mais um aspecto que teremos de tentar explorar.

O Sporting tem que ganhar este jogo, enquanto a outra equipa pode empatar ou até perder, sem que hipoteque as suas ambições. Mas como o seu treinador não admite sequer um empate, poderemos esperar o mesmo tipo de jogo que temos visto sempre.

Anterior1 de 2Próximo

Comentários